João Pessoa, 23 de maio de 2020 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
AVANÇO DA DOENÇA

Estudo aponta interiorização da Covid-19

Comentários:
publicado em 23/05/2020 às 09h12
atualizado em 23/05/2020 às 10h18
A- A+
Foto: Leopoldo Silva/Agência Senado

Um estudo encomendado pelo Núcleo de Atendimento da Defensoria Pública do Estado da Paraíba (DPE-PB) em Patos ao Laboratório de Inteligência Artificial e Macroeconomia Computacional (Labimec) da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) mostra um processo de interiorização do novo coronavírus no Estado da Paraíba, com a participação decrescente de João Pessoa no registro de novos casos e aumento da participação dos demais municípios.

De acordo com o relatório apresentado durante videoconferência no último dia 18, com representantes da Defensoria Pública estadual, Ministério Público Federal (MPF), Ministério Público do Trabalho (MPT), Ministério Público do Estado da Paraíba (MPPB) e da Prefeitura Municipal de Patos, estima-se que o pico dos casos na cidade de Patos ocorrerá entre as 3ª e 4ª semanas de junho.

Os dados que mostram o processo de interiorização, João Pessoa registrou, no dia 15 de maio, 27 novos casos, enquanto a cidade de Patos apresentou 45 novos casos na mesma data, mesmo sendo uma uma cidade muito menor, com uma população que representa aproximadamente 15% da população da Capital.

Participaram da videoconferência os procuradores da República Tiago Misael Martins e Acácia Soares, o procurador do Trabalho Raulino Maracajá, os promotores de Justiça Uirassu de Melo e Elmar Thiago Pereira, as defensoras públicas Mariane Fontenelle, Monaliza Montinegro e Raíssa Palitot, o prefeito de Patos Antônio Ivanes de Lacerda, o procurador do Município de Patos Jonas Guedes de Lima, a secretária de Saúde de Patos Francisca Lavour e o Chefe da Vigilância Sanitária de Patos João Paulo de Lacerda, além de representantes de outros órgãos municipais e da UFPB.

MaisPB

error: Alerta: Conteúdo Protegido !!