João Pessoa, 19 de dezembro de 2019 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
LEIA COLUNA

Nêumanne: “Pego mais um cínico de esquerda”

Comentários:
publicado em 19/12/2019 às 14h55
atualizado em 19/12/2019 às 16h00
A- A+

Em sua coluna no Jornal Estadão, o jornalista paraibano José Nêumanne Pinto destacou a Operação Calvário e o ex-governador Ricardo Coutinho (PSB), alvo da ação que envolveu a Polícia Federal, Ministério Público e Controladoria Geral da União.

Com o título “Pego mais um cínico de esquerda”, Nêumanne fez duras críticas ao ex-gestor em seu texto e destacou a situação da Paraíba.  “Flagrado em grampos telefônicos de furto explícito de verbas para saúde e educação da paupérrima Paraíba, Ricardo Coutinho, do PSB, na verdade saiu do PT, mas PT nunca saiu dele“, diz trecho da coluna.

O jornalista ainda chamou Coutinho de ‘esquerdista hipócrita’ e afirmou que o ex-governador alimentou falsa fama de honesto. “Foi flagrado em grampos telefônicos autorizados pela justiça em conversas similares às travadas por traficantes”, analisou.

Confira texto na íntegra:

Ex-petista, socialista da base de Lula no Nordeste, o ex-governador da Paraíba Ricardo Coutinho está sendo procurado pela Interpol, porque teve a prisão preventiva decretada pelo desembargador Ricardo Vital, que o acusa de ser o chefe de uma organização criminosa que recebeu R$ 134 milhões de propina nas áreas de saúde e educação de um dos Estados mais pobres do Brasil. Foragido no exterior, embora tenha escrito em seu perfil realrcoutinho do instagram que está em gozo de férias, o esquerdista hipócrita que alimentou falsa fama de honesto foi flagrado em grampos telefônicos autorizados pela justiça em conversas similares às travadas por traficantes numa prática e num linguajar típicos de chefões de facções criminosas. Direto ao assunto. Inté. E só a verdade nos salvará.

MaisPB

MaisTV

Família quer júri popular e pena máxima para acusado de matar Patrícia

AUDIÊNCIA DE INSTRUÇÃO - 24/09/2021

Opinião

Paraíba

Brasil

Fama

mais lidas