João Pessoa, 10 de maio de 2012 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
CENTRALIZAÇÃO

Sindicato dos funcionários da UFPB não aceita forma da eleição para reitor

Comentários:
publicado em 10/05/2012 às 16h01
A- A+

 Os servidores técnico-administrativos da UFPB, em assembleia geral realizada nesta quarta-feira (09), no Centro de Vivência, convocada pelo SINTESPB aprovou, por unanimidade, que a entidade elaborasse uma nota contrária à forma como está sendo organizada a votação para a escolha de Reitor. Na Carta, o sindicato afirma que centralização da votação é um “obstáculo a sagrada participação popular”.

Veja carta

Considerando que a centralização das urnas em um único espaço físico caracteriza um fato novo na história dos processos eleitorais para escolha de Reitor na UFPB e que esta ação não encontra parâmetro em quaisquer outros, seja nas eleições para escolha de representantes de segmentos docentes, discentes e de técnico administrativo;

Considerando que esta decisão se constitui num obstáculo ao sagrado direito da ampla participação e livre manifestação da comunidade universitária, dificultando o acesso dos eleitores às urnas;

Considerando ainda que a centralização das urnas num único local implicará em formação de imensas filas, tendo em vista um número elevado de votantes e problemas de estacionamento, que representará um fator desestimulante para a garantia de uma maior representatividade ao pleito;
Considerando que a ocupação da central de aulas prejudicara imensamente a vida acadêmica dos estudantes, professores e servidores, pois as salas estarão ocupadas com a eleição;

Considerando ainda que devido à especificidade do trabalho desenvolvido pelos funcionários e estudantes do HULW, não permite seu afastamento por muito tempo de suas atividades, já que trabalham em regime de plantão e em acompanhamento aos pacientes;

Ante o exposto, o SINTESPB não aceita o argumento alegado de que o quantitativo de urnas eletrônicas disponibilizado pelo TRE é insuficiente para cobrir todos os setores da instituição, uma vez que esse problema poderá ser resolvido com a complementação de urnas convencionais nos demais locais, a exemplo do que está previsto para os campi de Areia e Bananeiras;

Com efeito, o SINTESPB confia no compromisso de todos os membros da Comissão Eleitoral e por isso acreditamos que essa decisão possa ser revista em respeito ao princípio democrático do Estado de Direito, no sentido de garantir urna em todos os Centros, Reitoria e no Hospital Universitário.

A DIRETORIA

MaisPB com Assessoria 

error: Alerta: Conteúdo Protegido !!