João Pessoa, 11 de maio de 2021 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
fatalidade em sp

Corpo do garoto Gael de Freitas deve chegar à Paraíba nesta quinta; criança foi morta pela mãe

Comentários:
publicado em 11/05/2021 às 06h45
atualizado em 11/05/2021 às 11h47
A- A+

A Polícia Civil de São Paulo indicou a paraibana de 37 anos suspeita de matar o filho de três anos, Gael de Freitas Nunes. A investigação também pediu à Justiça a conversão da prisão em flagrante da mãe para a prisão preventiva.

A mulher é suspeita de agredir até a morte o filho, de apenas três anos. Ela é natural do município de Prata, no Cariri paraibano, e deixou a cidade há três anos com o filho e o marido para morar em São Paulo.

A tia avó da criança e a irmã mais velha estavam na casa no momento do crime. À polícia, a tia avó contou que a criança foi até a cozinha, onde estava a mãe. Ela então ouviu um choro e o chamou de volta, mas a suspeita afirmou que não precisava.

Em seguida, segunda a testemunha, ela ouviu barulho de várias pancadas, seguidas do som de vidro quebrado. Ao chegar à cozinha ela encontrou o menino caído no chão, coberto por uma toalha de mesa. Ela então o levou para o quarto e acionou o Samu, que a orientou nos primeiros socorros por telefone.

Ao chegar ao local, a equipe tentou coletar informações sobre as agressões, mas apenas a tia avó e a irmã mais velha da criança forneciam informações sobre o caso. Conforme o médico que prestou atendimento, a mãe da criança aparentava estar em um surto psicótico.

A mulher foi presa em flagrante. Familiares afirmaram que ela era uma boa mãe e que pode ter tido um surto.

MaisPB

MaisTV

Prefeitura construirá edifício garagem no Mercado Central

VÍDEO - 19/10/2021

Opinião

Paraíba

Brasil

Fama

mais lidas