João Pessoa, 25 de janeiro de 2021 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
protesto no centro

Motoristas de ônibus param as atividades em JP

Comentários:
publicado em 25/01/2021 às 14h26
atualizado em 25/01/2021 às 11h46
A- A+
Foto: Albemar Santos/MaisPB

Motoristas de transporte de coletivo de João Pessoa paralisaram as atividades na manhã desta segunda-feira (25), a partir de 8h30, no Parque Sólon de Lucena. A categoria luta contra o reajuste das passagens de ônibus que vem sendo debatido pela Semob, a pedido dos empresários, como também contra as demissões que vêm ocorrendo no setor em plena pandemia covid-19 e melhorias nas condições de trabalho.

A Superintendência de Mobilidade Urbana da Capital (Semob-JP) informou que o trânsito precisou ser bloqueado no cruzamento das avenidas Camilo de Holanda com Tabajaras, além do desvio na Getúlio Vargas com Eurípides Tavares. Por volta das 10h, os veículos de passeio voltaram a transitar pelo anel externo da Lagoa e os coletivos seguiram o fluxo normal das viagens.

“Queremos chamar a a atenção para nossa situação, que está precária, tanto a do motorista, como a do cobrador. Também para a passagem de ônibus já que não concordamos o que estão fazendo contra o trabalhador e o pai de família”, lamenta Claudemir Bezerra, presidente da Junta Governativa do Sindicato dos Motoristas da Paraíba. Ele destaca a jornada dupla de trabalho dos motoristas e as “duas pegadas” que existem na categoria, além da redução no valor dos tickets-alimentação.

“A maneira que estão trabalhando está incorreta. Não temos as medidas de segurança junto às empresas”, criticou Claudemir sobre o fato de os motoristas ainda precisarem ‘passar o troco’ para os usuários. “Diria que é de 90% do risco de pegar essa doença, porque as empresas não estão fazendo o que é correto”, frisou.

Semob alega surpresa

O superintendente da Semob, George Morais, disse ter sido pego de surpresa pela decisão de paralisação das atividades e avaliou que esta “não é a melhor forma de tentar pautar alguma reivindicação”. “As informações que nos chegam é que as reivindicações são direcionadas às empresas de transporte coletivo em relação à melhoria para a categoria profissional, mas a Semob, atenta e sensível à situação se coloca à disposição para negociar e mediar para chegar a um melhor acordo possível”.

Ainda de acordo com George Morais, as equipes da Semob permanecerão nas ruas nas imediações da Lagoa “desviando o trânsito e tentando vias alternativas para que o transtorno à população seja dissipado o mais rápido possível”.

MaisPB

error: Alerta: Conteúdo Protegido !!