João Pessoa, 20 de novembro de 2020 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
presenciais

Justiça determina que Cabedelo suspenda aulas

Comentários:
publicado em 20/11/2020 às 15h21
atualizado em 20/11/2020 às 16h04
A- A+

A exemplo de João Pessoa, o município de Cabedelo terá que suspender as aulas presenciais em instituições do ensino superior. A Prefeitura disse que vai acatar a decisão.

A decisão foi tomada nesta sexta-feira (20) pela Justiça Federal. A medida atende pedido dos Ministérios Públicos Federal e do Trabalho.

Ontem, uma ordem da mesma natureza fez a Prefeitura de João Pessoa revogar, hoje, o decreto que autorizava aulas presenciais em escolas, faculdades e cursos.

Os secretários de Saúde do Estado, Geraldo Medeiros e Daniel Beltrammi, informaram que as atividades educacionais envolvendo concentração de alunos em ambiente fechado têm alto risco de propagação do coronavírus, e são consideradas como um dos fatores causadores das novas ondas de disseminação da doença em outros países.

Nota da Prefeitura de Cabedelo 

A Prefeitura Municipal de Cabedelo vem a público informar que vai acatar a decisão da Justiça Federal e revogará o decreto que autoriza o retorno das aulas presenciais nas Universidades do município.

Ao mesmo tempo em que expressa estranheza pela decisão judicial não apresentar nenhum estudo ou laudo técnico que comprove a relação da sala de aula com o aumento no número de casos da Covid-19 em todo o Estado.

A PMC também lamenta que a prioridade seja prejudicial ao segmento da Educação e não a outros setores que geram aglomeração sem o mesmo cuidado com os protocolos de Saúde.

A Prefeitura reitera o posicionamento favorável a fiscalizar protocolos, realizar testes em massa, entregar medicações adequadas a pacientes em estágio inicial e reduzir a quantidade de pessoas em alguns tipos de ambientes.

O fechamento de segmentos sem estudos comprobatórios significa decretar a falência de empresários e retirar o pão da mesa de muitas famílias cabedelenses.

MaisPB

Comentários

Em respeito a Legislação Eleitoral, os comentários estão temporariamente suspensos.

error: Alerta: Conteúdo Protegido !!