João Pessoa, 30 de setembro de 2020 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora

Administrador, pós-graduado em Planejamento Operativo. Ocupou por três mandatos o cargo de presidente do CRA-PB e de diretor do Conselho Federal de Administração. Diretor Institucional do SINTUR-JP de 1993 a 2016. Consultor em Administração e atual presidente da Academia Paraibana de Ciência da Administração. E-mail: admmariotourinho@gmail.com

Aos candidatos a prefeito, via Giovanni Meireles

Comentários:
publicado em 30/09/2020 às 19h09
A- A+

No artigo anterior sugeri aos candidatos a prefeito lerem a matéria publicada na Revista Edificar nº 53, especificamente a reportagem “João Pessoa do Futuro – Capital será mais madura e sustentável”. E disse sobre a mensagem do jornalista Giovanni Meireles chamando a atenção e questionando para o seguinte: “Tomei grande susto quando vi que depois de ´urbanismo tático´, a nova palavra da moda pós-pandemia será ´ruas completas´; muito bom para a Europa já acostumada a andar de bicicleta desde o século 18, cabendo perguntar: são adaptáveis à nossa realidade?”. Prometi que, neste texto, emitiria meu pensar a respeito, fazendo-o agora.

Pois, bem! Os conceitos de “urbanismo tático” e “ruas completas” devem também ser avaliados pelos candidatos a prefeito. Sobre “ruas completas”, destaco um objetivo: priorizar os deslocamentos realizados por transporte coletivo, a pé e de bicicleta. E foi em relação a este último aspecto que Giovanni Meireles questionou: – é adaptável à nossa realidade?

Na Europa, sobretudo na cidade de Amsterdã (Holanda), muito conhecida como a “cidade das bicicletas”, a temperatura climática preponderante vai dos 2 a 17 graus, bem diferente, portanto, das temperaturas prevalecentes por estas terras do Nordeste do Brasil.

Entretanto, a cidade europeia que tem, nestes tempos, mais se focado no conceito “ruas completas”, é a canadense Toronto. Corresponde, pois, também, a uma outra realidade bem diferente da vivida aqui em João Pessoa, primeiramente no aspecto populacional que lá já está próximo dos 3 milhões de habitantes e, em segundo lugar, igualmente em relação ao clima, vez que no inverno às vezes chega a -5 (cinco graus negativos), enquanto no verão a temperatura média é de 21 graus.

Em ambientes assim, com temperatura amena, deve ser muito bom deslocar-se pra escola, trabalho e outras finalidades, de bicicleta. Há imagens de Amsterdã mostrando cidadãos de paletó, gravata e casaco, usando bicicleta (meio de transporte este em relação ao qual as respectivas pistas contam com sinalização de trânsito específica).
Por estas e outras, respondi pra Giovanni Meireles ser minha expectativa a de que o prefeito eleito, juntamente com os vereadores também eleitos, encorajem-se a articularem-se com o governador e os deputados estaduais para debater sobre a pertinência, ou não, de estudar-se a mudança da capital do estado para o centro geográfico paraibano, forma vital para promover-se a interiorização do desenvolvimento. E, ai…

Comentários

Em respeito a Legislação Eleitoral, os comentários estão temporariamente suspensos.

error: Alerta: Conteúdo Protegido !!