João Pessoa, 22 de dezembro de 2019 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
calvário

Defesa evita comentar áudios de Ricardo

Comentários:
publicado em 22/12/2019 às 11h43
atualizado em 22/12/2019 às 09h42
A- A+
Advogado do ex-governador Ricardo Coutinho, Eduardo Cavalcanti - Foto: Maurílio Júnior/MaisPB

O advogado do ex-governador Ricardo Coutinho (PSB), Eduardo Cavalcanti, assegurou que o seu cliente estará à disposição da justiça quando for intimado. O político deixou o presídio de Mangabeira na noite desse sábado (21), após o ministro Napoleão Nunes Maia, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), conceder habeas corpus.

“Não foram impostas nenhuma daquelas medidas cautelares. Ricardo está da mesma forma que sempre esteve: à disposição. Quando for intimado, ele vai comparecer para mostrar a versão dos seus fatos e comprovar que ele não tem qualquer tipo de participação nesses fatos que estão atribuindo a ele”, afirmou.

Questionado pelo repórter Albemar Santos, do Portal MaisPB, sobre os áudios em que Coutinho aparece negociando dinheiro de suposta propina com Daniel Gomes, dirigente da Cruz Vermelha, a defesa disse que não fez nenhuma análise sobre a gravidade do fato. “A questão principal era a revogação da prisão”, limitou-se.

Ricardo Coutinho foi preso na última quinta-feira (20) pela Polícia Federal. Ele é apontado pelo Ministério Público como chefe de uma organização criminosa que teria desviado recursos em contratos com organizações sociais na saúde e educação. Nesse sábado (21), antes da decisão do ministro Napoleão Maia, o MPF deu um parecer pela manutenção da prisão do ex-governador.

MaisPB

MaisTV

Carreta tomba em curva na Serra de Santa Luzia no Sertão

vídeo - 17/09/2021

Opinião

Paraíba

Brasil

Fama

mais lidas