João Pessoa, 01 de dezembro de 2019 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
ACOMPANHAMENTO À DISTÂNCIA

DF começa a usar telemetria para consumo de água

Comentários:
publicado em 01/12/2019 às 15h13
Brasília - Preparativos da Vila Cidadã, uma área de 10 mil metros quadrados no Estádio Mané Garrincha, para o 8º Fórum Mundial da Água (Valter Campanato/Agência Brasil)

A Companhia de Saneamento Ambiental do Distrito Federal (Caesb) começou a usar a telemetria, um método de avaliação do consumo de água a distância que usa equipamentos digitais.

A medida incorpora ao serviço soluções da chamada internet das coisas, ecossistema de soluções tecnológicas na qual dispositivos são conectados à internet e permitem comunicação máquina a máquina e novos tipos de monitoramento.

Os aparelhos fazem leitura do hidrômetro quatro vezes por dia. As informações acerca do consumo de água coletadas vão ser transmitidas para uma central da companhia, que fará o registro automaticamente, sem a necessidade da presença de um técnico da empresa.

Além do monitoramento pela companhia, o próprio morador da residência poderá acompanhar o seu consumo a distância. Segundo a Caesb, com isso, será possível verificar se há consumo excessivo ou se ocorreu algum vazamento na rede da residência.

O programa de telemetria da companhia é resultado de um projeto financiado pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). No total, a iniciativa teve investimento de R$ 1,7 milhão.

Segundo a Caesb, esse é o primeiro projeto envolvendo internet das coisas aplicado de forma massiva ao saneamento básico no país. Já foram instalados mais de 4 mil transmissores. A expectativa da empresa é concluir a implementação até janeiro de 2020.

Agência Brasil 

Certificado digital mais barato para advogados e contadores Clique e saiba como adquirir

Leia Também