João Pessoa, 04 de outubro de 2019 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
candidaturas laranjas

Ministro é indiciado pela Polícia Federal

Comentários:
publicado em 04/10/2019 às 11h10
atualizado em 04/10/2019 às 10h37
A- A+
Presidente Jair Bolsonaro e o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio

O ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio (PSL), e outras 10 pessoas foram indiciadas pela Polícia Federal no inquérito sobre o uso de candidaturas laranjas no PSL em Minas Gerais. Ele é investigado pelo crime eleitoral de omissão na prestação de contas de campanha e pelo crime de associação criminosa.

De acordo com o delegado Marinho Rezende, o inquérito foi entregue ao Ministério Público Eleitoral de Minas Gerais, nessa quinta-feira (3), que agora decidirá se apresenta ou não denúncia à Justiça.

Marcelo é citado em depoimentos na investigação sobre o uso de candidaturas de mulheres na eleição de 2018 para desvio da verba eleitoral no estado. Ele era o presidente estadual do PSL, partido do presidente da República, Jair Bolsonaro.

A suspeita é que o partido inscreveu essas candidatas sem a intenção de que elas fossem, de fato, eleitas. Isso porque o Tribunal Superior Eleitoral decidiu que pelo menos 30% dos recursos do fundo eleitoral devem ser destinados a candidaturas femininas.

MaisPB