João Pessoa, 19 de setembro de 2019 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
SEGREDOS REVELADOS

“Ricardo planejava Senado”, diz ex-líder

Comentários:
publicado em 19/09/2019 às 15h03
atualizado em 19/09/2019 às 20h40

O deputado estadual licenciado e secretário de Esporte e Turismo do Governo do Estado, Hervázio Bezerra (PSB), revelou, na manhã desta quinta-feira (19), o plano do então governador Ricardo Coutinho (PSB) para sua própria sucessão nas eleições 2018. Ex-líder do governo à época, Bezerra disse que Coutinho planejava renunciar ao cargo e convencer também a vice-governadora Lígia Feliciano (PDT) ao mesmo caminho. Com isso, Gervásio Maia (PSB), seu preferido daquele momento e presidente da Assembleia, seria eleito de forma indireta para governador e conduziria sua própria reeleição.

“Ricardo sairia do governo e Gervásio assumiria por trinta dias como presidente da Assembleia, pois é automático. Depois de 30 dias a Casa de Epitácio Pessoa elegeria ele definitivamente governador da Paraíba. Iria comandar a eleição sentado na cadeira”, detalhou Bezerra.

A declaração foi em entrevista à Rádio Cultura de Guarabira. Nela, o ex-líder do governo revelou que Gervásio só não foi o candidato de Ricardo devido a um  descontentamento do chefe do Executivo depois da nomeação do advogado Edísio Souto na Assembleia Legislativa. Outro motivo ‘queimou’ Maia do páreo.

“De repente ele contrariou 35 deputados estaduais, inclusive a mim. Deu a canetada e exonerou todo mundo. Acho que Edmilson Soares (PSB) e o deputado Bosco Carneiro (PPS) pediram para ele nomear Edísio Souto na Assembleia. Quando ele renomeou Edísio, foram contar a Ricardo que tem um problema com o advogado por causa dos processos contra ele. Ricardo não gostou e ‘azedou geral’ pra cima de Gervásio. O deputado perdeu a condição de candidato”, afirmou.

Roberto Targino – MaisPB

Certificado digital mais barato para advogados e contadores Clique e saiba como adquirir

Leia Também