João Pessoa, 11 de setembro de 2019 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
HÉRNIA INCISIONAL

Quase 12 mil já fizeram cirurgia de Bolsonaro

Comentários:
publicado em 11/09/2019 às 09h43
atualizado em 11/09/2019 às 11h31

Segundo dados da Sociedade Brasileira de Hérnia e Parede Abdominal só nos primeiros seis meses de 2019 já foram realizadas 11.718 cirurgias de reparo de hérnia incisional, em todo País. Este foi o mesmo procedimento realizado no presidente Jair Bolsonaro, no último domingo (8), para corrigir uma saliência de tecido.

Segundo o gastroenterologista do Hapvida em João Pessoa, Tarcísio Carneiro, a hérnia incisional aparece em cicatrizes pós-cirúrgicas ou cicatriz de ferimentos. No caso de Bolsonaro, ele foi vítima de uma facada durante uma atividade política, na campanha eleitoral do ano passado

A hérnia incisional acontece quando existe o enfraquecimento muscular de uma região que já foi operada. Quanto mais uma determinada área é submetida a cirurgias, maior a probabilidade do surgimento de hérnia. “A correção se dá sempre de forma cirúrgica e normalmente se utiliza reforço com tela”, explica Tarcísio Carneiro.

O especialista afirma ainda que após o procedimento cirúrgico o indivíduo segue com a vida normal. “Se não houver nenhum tipo de infecção ou sangramento o paciente pode seguir com a vida normal, pois a recuperação é tranquila e com três meses está liberado para prática de atividade física”, assegura o médico.

MaisPB

Certificado digital mais barato para advogados e contadores Clique e saiba como adquirir

Leia Também