João Pessoa, 01 de junho de 2018 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
decisão

Sandy e Júnior comentam possível retorno aos palcos e lembram o fim

Comentários:
publicado em 01/06/2018 às 17h24
atualizado em 01/06/2018 às 17h29

Sandy e Júnior  juntos de novo? Neste sábado, 26/5, os irmãos se reuniram, pela primeira vez em mais de 10 anos, para baterem um papo com Serginho Groisman. A dupla participou da estreia do quadro Linha do Tempo, onde o apresentador abre espaço para uma conversa intimista com um convidado especial.

“A gente já teve diversos convites e nunca aceitou [dar entrevista]. Não dava pra deixar essa oportunidade passar, porque não tinha lugar melhor para a gente fazer isso”, afirmou Júnior.

“Eu não tenho essa oportunidade há muito anos de dar uma entrevista ao lado dele. Por mais que a gente não tenha a intenção de voltar a dupla, a gente é irmão”, avisou Sandy.

“Adoro celebrar esses 17 anos que a gente esteve um ao lado do outro, profissionais. E eu me sinto aqui celebrando essa carreira linda que a gente construiu, cheia de amor, e linda”, completou a cantora.

Separação

“A gente estava fazendo sucesso. Foi uma decisão corajosa”, lembrou Sandy.

“Foi uma coisa por olhar. Ficou todo mundo com uma cara branca”, revelou o músico, sobre a a reação das pessoas próximas à dupla.

“Desde o dia em que decidimos terminar a carreira em dupla, demoramos um mês para comunicar para a galera, para termos certeza de que não era um sentimento passageiro”, contou a cantora.

Carreira solo

“A gente é muito diferente e na arte isso reflete diretamente. Tanto é que no trabalho, nós fomos para lados completamente diferentes. Talvez tenha sido um dos motivos da separação. Já tínhamos vontade de explorar coisas diferentes”, ponderou Júnior.

“A separação fez bem a para a gente como irmão. Ficamos mais próximos”, concluiu Sandy.

Legado

“Até hoje, tem muita criança que conhece a gente porque os pais falam para ouvir nossas músicas porque acham que é legal”, afirmou Júnior.

Astros mirins

“No começo, ser filho do Xororó abriu bastante porta. Depois, fomos caminhando com as próprias pernas”. (Sandy)

“Foi um sucesso que foi muito rápido, no primeiro disco. Fomos estudar de manhã para ter as tardes livres para os compromissos de trabalho”. (Júnior)

Bullying

“Eu usava cabelo arrepiado e cada fase era uma coisa. Tinha música que tinha que rebolar e rebolava no palco, mas eu era bem resolvido e é isso que tem que fazer para o trabalho? Então vamos! E aí chegava no colégio e tinha que fingir que não estava ouvindo para não ficar brigando com um bando de gente, com os caras mais velhos”. (Júnior)

Pioneiros do pop

“Fomos um dos primeiros no Brasil a colocar balé nos shows. A gente se apresentava para 70, 80, 90 mil pessoas. O menor show foi para 50 mil pessoas”. (Sandy)

“A gente que ajudava a escolher o repertório”. (Júnior)

“A virada maior foi quando começamos a compor e o Júnior começou a produzir”. (Sandy)

GShow

Certificado digital mais barato para advogados e contadores Clique e saiba como adquirir

Leia Também