João Pessoa, 13 de janeiro de 2019 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
BUSCA POR CONSENSO

Defensor quer evitar conflito com governo

Comentários:
publicado em 13/01/2019 às 17h56
atualizado em 14/01/2019 às 06h36

O novo defensor público geral da Paraíba, Ricardo Barros, afirmou que pretende mudar a relação política entre o órgão e o governo do Estado. Diferente  das posturas conflitantes das gestões passadas, Barros quer uma relação mais amistosa com o Executivo Estadual.

“Primeiro vamos mudar a política de relacionamento com o Governo do Estado. Entendemos que o governo  deve ser um parceiro da Defensoria porque ganha todos os seus assistidos e a população paraibana”, argumentou o defensor em entrevista a Rádio Arapuan FM.

Nesse sentido, o defensor geral disse que pretende buscar entendimentos sobre questões judiciais de gestões passadas com o governo e trabalhar no sentido de conseguir a realização de concurso público.

“Sobre essas demandas vamos procurar um bom termo para conseguir um entendimento melhor com o governo do que estender essas demandas por tempo indeterminado.  Não é interessante isso para ninguém. Nem para o governo, nem para a Defensoria que não chega a um denominador tão rápido. Vamos tentar resolver isso da melhor maneira possível.  Conversando com o governo e a Procuradoria Geral do Estado”, afirmou.

Sobre a necessidade de concurso público, o defensor alega que o quadro tem se tornado deficitário e hoje há uma carência de pelo menos 80 novos profissionais para suprir as demandas do órgão.

“O quadro de defensores públicos na Paraíba é deficitário há alguns anos. Tivemos em toda a existência apenas um concurso público que demorou muito a ser concluído e, na gestão passada, foram nomeadas 23,  das 40 vagas que tinham. Esses concursados foram trabalhar nas comarcas do interior.  Temos uma necessidade de aproximadamente 80 defensores públicos. Esse é um problema a ser discutido porque existe a questão orçamentária por trás. Temos que ter uma base de orçamento e uma disponibilidade para realizar o concurso. Vamos procurar na medida do possível avançar nessa etapa porque  todos os anos temos diminuição no nosso quadro, principalmente com as aposentadorias”, explicou.

Roberto Targino – MaisPB

Certificado digital mais barato para advogados e contadores Clique e saiba como adquirir

Leia Também

Colunas

Whatsapp(83) 99346-5236

Sítio Cabra Assada, em São João do Rio do Peixe

Enviado por
Marly Lúcio

mais lidas