João Pessoa, 04 de maio de 2012 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
NÃO PAGOU

Prostituta do caso de agentes de Obama diz que implorou por dinheiro

Comentários:
publicado em 04/05/2012 às 15h10
A- A+

Uma das prostitutas envolvidas no escândalo dos agentes do serviço secreto do presidente Barack Obama em Cartagena, Colômbia, durante a Cúpula das Américas, disse que durante horas implorou para receber de um deles o dinheiro que lhe era devido, em entrevista nesta sexta-feira (4) à TV Caracol e à Rádio W.

"Eu disse para ele: temos um problema, porque se eu tivesse vindo por gosto, seria totalmente diferente, mas eu não vim por gosto. Praticamente implorei a eles, das 6h30 até as 10h, para que desse meu dinheiro", contou a jovem, que se identificou como Dania Londoño.

Segundo seu relato, ela e uma colega conheceram os agentes em um bar de Cartagena, mas, sem saber que integravam a equipe do serviço secreto. Dançaram e tomaram duas garrafas de vodca antes de irem para o hotel onde os americanos estavam hospedados.

"Eu disse para ele: bom, meu amor, você tem que me dar US$ 800; esse é o presentinho que eu quero antes de ir contigo. Ele me disse: ok baby, vamos para o hotel", contou.

"Nem minha amiga, nem eu sabíamos que eles eram agentes de Obama", acrescentou.

Mas quando, no dia seguinte, pediu seu dinheiro, o agente falou em inglês: "’me deixa, sua cachorra, que não vou te pagar nada".

Segundo ela, o agente só pagou 50.000 pesos (US$ 27) para o táxi.

O escândalo do serviço secreto explodiu quando Obama se encontrava em Cartagena para a VI Cúpula das Américas, em 14 e 15 de abril. Devido a isso, seis agentes do serviço secreto deixaram suas funções.

G1

error: Alerta: Conteúdo Protegido !!