João Pessoa, 19 de maio de 2012 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
INSULINA

Recém inaugurada, UPA de CG falta remédio e transfere pacientes para o Trauma

Comentários:
publicado em 19/05/2012 às 13h58
A- A+

 Inaugurada no último sábado (12), com a presença do ministro da Saúde Alexandre Padilha, a UPA de Campina Grande ainda tem problemas à resolver em sua farmácia, o MaisPB recebeu documentos que comprovam a transferência de pacientes para o Hospital de Emergência e Trauma da cidade por falta de insulina.

Citado como um ‘hospital’, a Unidade de Pronto-Atendimento de Campina Grande iniciou os atendimentos nesta segunda-feira (14) e a paciente Alice de Lima, 95 anos, foi transferida para o Trauma por hipoglicemia nesta terça. Ela foi atendida durante a madrugada.

De acordo com a Prefeitura, a UPA tem capacidade para 450 atendimentos diários e uma cobertura populacional de 300 mil habitantes.
Localizada na avenida Manoel Tavares, bairro do Alto Branco,a UPA é de porte 3 e tem uma área total de aproximadamente 5,5 mil m² e 1,7 mil m² de área construída.

A estrutura da UPA é composta por 20 leitos, 6 salas de exames, 2 salas para classificação de risco, 2 salas de urgência, recepções, DML (Depósito de Material de Limpeza), depósito de macas, CAF (Central de Abastecimento Farmacêutico), farmácia, refeitório dos funcionários, copa para pacientes, repousos masculino e feminino, vestiários masculino e feminino, guarda-lixo, posto policial, almoxarifado, banheiros masculino e feminino e banheiros para pessoas com deficiência.

error: Alerta: Conteúdo Protegido !!