João Pessoa, 02 de agosto de 2022 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
Paulo Galvão Júnior é economista, escritor, palestrante e professor de Economia e de Economia Brasileira no Uniesp

Faltam 90 dias para o SINCE 2022 em João Pessoa

Comentários:
publicado em 02/08/2022 às 07h40
atualizado em 02/08/2022 às 04h41

Entre os dias 02 e 04 de novembro de 2022, na belíssima capital do estado da Paraíba, acontecerá o Simpósio Nacional dos Conselhos de Economia (SINCE). E o Conselho Regional de Economia da Paraíba (CORECON-PB) em parceria com o Conselho Federal de Economia (COFECON) promovem o XXVII SINCE em João Pessoa.

A secular João Pessoa receberá economistas e estudantes de Economia de todo o Brasil e o tema central do SINCE 2022 que permeará as discussões durante o evento é “O papel do Sistema COFECON/CORECONs na superação da crise e retomada do desenvolvimento”.

Já estão confirmados pela Comissão Organizadora do SINCE 2022 o local do evento, a UNINASSAU; os três Grupos de Trabalho, sendo o Grupo 1: Formação, aperfeiçoamento profissional e mercado de trabalho do economista; o Grupo 2: Aperfeiçoamento do Sistema COFECON/CORECONs; e o Grupo 3: Estrutura e conjuntura econômica, política e social do Brasil; como também, os três Painéis Temáticos, sendo o Painel 1: Exposições e debates sobre o tema: “O Legado de Celso Furtado” como fonte de inspiração nas formulações de políticas de desenvolvimento, em níveis regional e nacional; o Painel 2: Apresentação e debates sobre a “Agenda de Desenvolvimento do Nordeste”, elaborada pelos CORECONs do Nordeste; e o Painel 3: VI Fórum das Mulheres Economistas.

Ocorrerá também a XI Gincana Nacional de Economia (GNE) destinada aos estudantes de graduação em Ciências Econômicas e cursos conexos (como Relações Internacionais, Finanças e Comércio Exterior) de todo o País. A etapa nacional acontecerá de forma presencial em João Pessoa e a competição será entre duplas de estudantes universitários que disputarão um jogo com pontos sobre os conhecimentos de Introdução à Economia, História do Pensamento Econômico, Macroeconomia, Microeconomia e Atualidades. E a dupla campeã receberá um prêmio de R$ 2.500,00 e a vice-campeã de R$ 2.000,00. As outras duplas melhores colocadas ganharão prêmios também de R$ 1.500,00 (3º lugar) e de R$ 1.000,00 (4º lugar), respectivamente.

Em especial, no SINCE 2022, ocorrerá uma justíssima homenagem ao Centenário de Celso Furtado, o maior economista brasileiro de todos os tempos, previsto para o SINCE 2020 e adiado por conta da pandemia da COVID-19. É preciso ressaltar que o economista paraibano Celso Monteiro Furtado (1920-2004) foi o primeiro Superintendente da Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste (SUDENE), o primeiro Ministro do Planejamento e o terceiro Ministro da Cultura do Brasil e autor de mais de 30 livros, e hoje, recomendamos à leitura na íntegra de seis obras furtadianas: Formação Econômica do Brasil (1959), Teoria e Política do Desenvolvimento Econômico (1967), O Mito do Desenvolvimento Econômico (1974), Não à Recessão e ao Desemprego (1983), Brasil: A construção interrompida (1992) e O Capitalismo Global (1998).

No livro intitulado Brasil: A construção interrompida, Celso Furtado (1992, p. 30) destacou: “Um dos traços característicos do desenvolvimento atual é a lenta absorção de mão de obra, o que se traduz em desemprego crônico e em pressão para a baixa de salários da mão de obra não especializada. O que se vem chamando de “sociedade de serviços” constitui uma mistura de elevada taxa de desemprego com uma parcela expressiva de população trabalhando em tempo parcial e precariamente”.

Segundo a recente Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) Contínua do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), nos dias atuais, no Brasil, existe um enorme contingente de desempregados (10,1 milhões de pessoas que procuram postos de trabalho), de subocupados por insuficiência de horas (10,3 milhões) e de desalentados (4,3 milhões), somados são 24,7 milhões de pessoas subutilizadas no mercado de trabalho formal, sendo 1,0 milhão a menos do que a população total da Austrália, com 25,7 milhões de habitantes (AUSTRALIAN BUREAU OF STATISTICS, 2022).

A taxa de desemprego no Brasil cai de 9,8% para 9,3% no trimestre de abril a junho de 2022, sendo a menor taxa desde dezembro de 2015 (9,1%) e 3,0% a mais do que o menor índice de desemprego em dezembro de 2013 (6,3%), conforme a série histórica divulgada pelo IBGE desde março de 2012.

Como economista paraibano, conselheiro suplente do CORECON-PB, professor de Economia do UNIESP e autor de mais de 10 eBooks de Economia pela Editora UNIESP, eu penso que o elevado desemprego no Brasil tem várias causas, entre elas, destacam-se: (i) a recessão econômica no biênio 2015-2016 e no ano de 2020 geraram o desemprego cíclico; (ii) a recuperação econômica muito lenta no triênio 2017-2018-2019 gerou mais desemprego friccional; (iii) as mudanças climáticas no ano de 2021 acarretaram o desemprego sazonal; e (iv) os avanços da tecnologia provocam mais desemprego tecnológico.

Com certeza, o SINCE 2022 será um evento ímpar para fortalecer a atuação profissional do economista nas cinco regiões do País e, sobretudo, contribuir com novas diretrizes e novos projetos que poderão promover o desenvolvimento econômico, social e sustentável no Brasil em plena Quarta Revolução Industrial.

Os futuros trabalhos do SINCE 2022 serão constituídos por uma sessão plenária de abertura, painéis, grupos de trabalho e a plenária de encerramento, além da Carta de João Pessoa. E o CORECON-PB iniciou uma forte divulgação do SINCE 2022 com o portal do evento realizado bienalmente nos anos pares pelo Sistema COFECON/CORECONs, já com três newsletters do SINCE 2022, além do Instagram, do WhatsApp e do site do próprio CORECON-PB.

Definitivamente, o SINCE 2022 atrairá cerca de 178 economistas registrados nos CORECONs na condição de delegados: CORECON-SP (19), CORECON-RJ (14), CORECON-RS (7), CORECON-BA (7), CORECON-PR (7), CORECON-MG (7), CORECON-DF (7), CORECON-SC (6), CORECON-PE (5), CORECON-CE (5), CORECON-PB (5), CORECON-PA/AP (5), CORECON-AL (5), CORECON-AM (5), CORECON-MT (5), CORECON-MA (5), CORECON-SE (5), CORECON-ES (5), CORECON-GO (5), CORECON-RN (5), CORECON-MS (5), CORECON-PI (4), CORECON-AC (4), CORECON-RO (4), CORECON-TO (4) e CORECON-RR (4). Além dos 18 delegados do próprio COFECON. Logo, os CORECONs deverão encaminhar a lista de delegados ao COFECON até o dia 3 de outubro de 2022, acompanhada da Ata da Plenária do CORECON em que constem os nomes dos delegados, além de efetivar as suas inscrições no 27º SINCE.

Enfim, faltam 90 dias para o SINCE 2022 em João Pessoa. Portanto, faça a sua inscrição pelo Portal do SINCE (https://cofecon.org/since/) como economista, demais profissionais, estudante de Economia ou de cursos conexos de todo o País até 02 de novembro de 2022 e, sobretudo, pense como contribuir na superação da crise e retomada do desenvolvimento do continental, populoso, democrático e emergente Brasil.

* Os textos dos colunistas e blogueiros não refletem, necessariamente, a opinião do Portal MaisPB

MaisTV

Brasil vence a primeira na Copa do Mundo Sub-20 de futebol feminino

contra Austrália - 14/08/2022

Opinião

Paraíba

Brasil

Fama

mais lidas