João Pessoa, 28 de abril de 2022 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
guerra na ucrânia

Secretário-geral da ONU se reúne com Zelensky

Comentários:
publicado em 28/04/2022 às 07h40
atualizado em 28/04/2022 às 06h18
A- A+
Volodymyr Zelensky, presidente da Ucrânia (Foto: divulgação/redes sociais)

O secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), António Guterres, quer estabelecer um corredor humanitário para a retirada de civis da fábrica de Azovstal, em Mariupol. Antes de reunir com o presidente ucraniano, Volodymyr Zelenskiy, Guterres passa por Borodyanka, cidade a cerca de 40 quilómetros de Kiev.

Antes do encontro o secretário disse que fica imaginando suas “netas a fugir em pânico, com parte da família talvez morta”.

“A guerra é um absurdo no século 21”, afirmou Guterres. “Vejo essas situações e o coração está com as vítimas”, completou.

Numa das cidades mais devastadas pela ofensiva russa – Bucha -, António Guterres destacou a necessidade de avançar com “investigação exaustiva e responsabilização”.

“Vejo que o Tribunal Criminal Internacional (TCI) analisa a situação. Apoio totalmente o TCI e apelo à Federação Russa para que aceite cooperar com o tribunaI”, observou Guterres durante visita a Bucha, próximo a Kiev.

O secretário-geral da ONU defendeu a necessidade de investigação de crimes de guerra, destacando que o maior crime é mesmo “a guerra em si”.

António Guterres está desde quarta-feira em Kiev, na primeira visita à Ucrânia desde o início da invasão russa, em 24 de fevereiro.

No 64º  dia da guerra no território ucraniano, e após passagem por Moscou na terça-feira (26), ele passa por Borodianka, Irpin e Bucha, localidades da região de Kiev, onde têm sido descobertos cenários de abusos e devastação após a retirada das forças russas e onde estão sendo investigados potenciais crimes de guerra.

Agência Brasil

MaisTV

Governador entrega mais de 100 ônibus para transporte escolar

EDUCAÇÃO - 01/07/2022

Opinião

Paraíba

Brasil

Fama

mais lidas