João Pessoa, 01 de novembro de 2021 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora

Administrador, pós-graduado em Planejamento Operativo. Ocupou por três mandatos o cargo de membro do CRA-PB e de diretor do Conselho Federal de Administração. Diretor Institucional do SINTUR-JP de 1993 a 2016. Consultor em Administração e atual presidente da Academia Paraibana de Ciência da Administração. E-mail: admmariotourinho@gmail.com

Senhor Deus, salvai o Brasil!…

Comentários:
publicado em 01/11/2021 às 10h55
A- A+

Só Vós, Senhor, podeis salvar o Brasil no sentido de que sejamos, “mesmo mesmo”, uma nação cuja principal característica seja a unidade de seu povo, como ocorre na absoluta maioria dos países onde prevalece a Democracia! E Vós tendes acompanhado, Senhor, o dia a dia do Brasil e constatado que nestes últimos tempos, principalmente nestes dois últimos anos, este país tem sido um país politicamente muitíssimo “partido” (mais que “dividido”!), o que está bem demonstrado nas dezenas de “partidos políticos” existentes (MDB, PT, PSDB, PCB, PC do B, PCO, PDT, DEM, PL, PSB, PSC, PSD, Republicanos, Cidadania, Solidariedade, PSOL, PV, Patriotas, PSTU etc), tantos que fica difícil lembrarmo-nos de todos.

Ousamo-nos dizer-Vos, Senhor Deus, que neste clamor que Vos fazemos para salvar o Brasil, vossa tarefa parece não vir a ser tão difícil, não! E assim o dizemos porque o principal “líder oficial” do país, o Presidente da República, vive a divulgar ser pessoa “muito temente e obediente a Deus”, de tal forma que adotou o bordão, como marca de seu governo, “Brasil acima de tudo! Deus acima de todos!”. Imaginamos, pois, Senhor, que o principal “líder oficial” do país seja bem acessível e consequentemente praticante ao vosso “sopro”, no ouvido dele, dizendo-lhe e o lembrando de que Vossa maior lição é a de “amai-vos uns aos outros”, caracterizadora, também, de respeito aos sentimentos de cada um, cabendo ao principal “líder oficial” ser condutor e exemplo para a unidade da nação.

Perdão, Senhor, por esta pretensão de “ensinar Pai Nosso ao Pai que nos ensinou”!… Fato é, Senhor Deus, que estamos, como brasileiros, tão preocupados e quase desesperançosos com os rumos que este país tem tomado, que só vemos em Vós a esperança para orientar especialmente ao principal “líder oficial” desta nação no sentido de que ele passe a ser – como dever ser – o líder agregador do povo, independentemente da ideologia ou cor partidária de cada cidadã(o).

Desde quando alcançamos a idade adulta – e isto já vão mais de 50 anos – que não observávamos um quadro tão desrespeitoso, anárquico até, como o que vivemos hoje. Nunca imaginávamos constatar tantos xingamentos de brasileiros contra brasileiros e até contra – imagine-se – a autoridade maior do país, havendo inclusive a ousadia de pessoas, com a “cara à vista” nas redes sociais, chama-lo de “safado”!… E tudo “fica assim mesmo”, como se nada tivesse ocorrido! Pode?!… Podemos conviver assim?!

Lembramo-nos agora de que também há no Brasil um outro partido político denominado de PODE ou PODEMOS. Anteriormente se denominava PTN (Partido Trabalhista Nacional) e em 2016 mudou de nome com a chamada de que “não é de direita nem de esquerda”… quer ser “para a frente”! Sob esta chamada do PODEMOS, Senhor Deus, ajudai ao Brasil, a partir de seu principal “líder oficial”, a compreender que para construirmos um país verdadeiramente humano, próspero e com bem menos desigualdade sócio-econômica, DEVEMOS ser sobretudo harmoniosos, tolerantes uns com os outros, aceitando quem se posicione ou de esquerda ou de direita ou de centro, mas rigorosamente respeitando as regras democráticas aprovadas pelo próprio povo através de seus representantes devidamente eleitos!

* Os textos dos colunistas e blogueiros não refletem, necessariamente, a opinião do Portal MaisPB

MaisTV

Hora H: no cardápio das alianças de 2022, a salada das incoerências

EDITORIAL - 28/01/2022

Opinião

Paraíba

Brasil

Fama

mais lidas