João Pessoa, 17 de setembro de 2021 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
são paulo

Estudo descarta morte por vacina em adolescente

Comentários:
publicado em 17/09/2021 às 19h37
atualizado em 18/09/2021 às 05h29
A- A+
Foto: Reprodução/Assessoria de Comunicação

A Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo, constatou nesta sexta-feira (17), que a morte de uma jovem de 16 anos em São Bernardo do Campo-SP, não tem relação com a vacina contra a Covid-19 que a adolescente tomou sete dias antes de acontecer o seu falecimento.

O estudo realizado por 70 especialistas, aponta que a morte da garota aconteceu por razões de uma doença autoimune, de alta gravidade e rara, conhecida como Púrpura Trombótica Trombocitopênica (PPT). O governo de São Paulo comunicou “não haver uma causa conhecida capaz de desencandear” ou de “atribuir relação causal” entre ela e a vacina da Pfizer.

O caso da jovem ganhou notoriedade após o governo federal ter se apossado do caso para alegar a causa da morte como um malefício ocasionado pela vacinação, assim, suspendendo, com essa alegação, a imunização de adolescentes sem comorbidades entre 12 e 17 anos em todo o país.

MaisPB

MaisTV

Prioridade é eleger Aguinaldo para o Senado, diz Ciro Nogueira

VÍDEO - 20/10/2021

Opinião

Paraíba

Brasil

Fama

mais lidas