João Pessoa, 11 de setembro de 2012 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
BRIGA ELEITORAL

Tucana classifica de ‘falsos’ grupo que abandonou Cícero para apoiar Zé

Comentários:
publicado em 11/09/2012 às 17h45
A- A+

Depois do clima de cortesia entre os candidatos a prefeito Cícero Lucena (PSDB) e Zé Maranhão (PMDB) acabar devido o embate eleitoral, a primeira tucana a ‘meter o bico’ na briga foi a vereadora Eliza Virgínia (PSDB). A parlamentar usou uma passagem bíblica para classificar os que abandonaram Cícero de ‘falsos e medrosos’.

A vereadora se remeteu ao profeta Gideão, homem que ficou com apenas 300 guerreiro para batalha, mesmo tendo mais de 30 mil aliados guando aunciou que iria para guerra. Na passagem bíblica, uma das forma de exclusão dos aliados foi retirar do exercito os “tímidos e medrosos”.

“É melhor você ficar com os trezentos de Gideão do que ficar com os milhares que realmente não vão fazer muita diferença”, disparou a vereadora, se referindo a desertores como o presidente municipal do PT do B, Marmuth Cavalcante, e o deputado estadual Aníbal Marcolino (PSL).

“Isso é normal no final de campanha. Chega os últimos dias de você tem que ficar correndo muito. As vezes você perde alguns companheiros, mas não perde os amigo de verdade, que não saem; não abrem nem para um trem”, argumentou a parlamentar, classificando como “amigos falsos” os desertores tucanos.

 Confiante em sua tese, Eliza disse ainda que os ‘infiéis’ não estariam pensando no futuro, mas no “aqui e agora”.

MaisPB