João Pessoa, 26 de junho de 2021 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
reunião com ministro

Paraíba apresenta projeto para hospitais de Trauma

Comentários:
publicado em 26/06/2021 às 15h31
atualizado em 26/06/2021 às 12h34
A- A+
Foto: Ricardo Puppe

Durante reunião do governador João Azevêdo com o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, neste sábado (26), no Palácio da Redenção, em João Pessoa, foi apresentada a proposta de desenvolver na Paraíba um projeto piloto que visa à reestruturação da política de saúde pública para a rede de urgência e emergência no país.

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, afirmou que a propostas apresentada pela gestão estadual serão analisadas e destacou a importância dos estudos na busca de novas informações e soluções. “Nós também vamos fazer a análise técnica do projeto do Trauma e trabalhar em conjunto para instituir uma política de enfrentamento que traga resultados melhores para esse problema de saúde pública”, comentou.

Projeto Trauma Brasil 2021 a 2030 – Idealizado a partir de experiências já implementadas em outros países, a exemplo de Israel, Austrália, Estados Unidos e Canadá, onde foi constatada a redução de cerca de 80% das mortes evitáveis por traumas. A proposta é de que a Paraíba seja protagonista na implantação do novo modelo, com o desenvolvimento de um sistema organizado de atendimento ao trauma a partir de um esforço coordenado e integrado com o sistema de saúde público local para prover todos os cuidados necessários voltados para os pacientes traumatizados.

A proposta também sugere a criação de uma Secretaria de Atenção ao Trauma e de um Comitê Nacional de Trauma, bem como a revisão das portarias da Rede de Urgência e Emergência, com a inclusão do Trauma; criação de comitês regionais; definição de número de Centros de Traumas por região e de protocolos de transferências pré-hospitalar e intra-hospitalar; e instituição de selos de qualidade nos Centros de Trauma e para cirurgiões com residência em Trauma ou Trauma e Emergência. As ações têm o objetivo de reduzir mortes evitáveis e promover o controle de custos e de qualidade.

A Assembleia Geral da Organização Mundial da Saúde (OMS) definiu os anos de 2021 a 2030 como a segunda década de ação pela segurança no trânsito e estipulou a meta de diminuição de pelo menos 50% de lesões e mortes por acidentes no mundo.

“A escolha da Paraíba não foi aleatória pela Sociedade Brasileira de Atendimento ao Trauma, mas ocorreu em decorrência das duas grandes estruturas hospitalares que temos em João Pessoa e Campina Grande. Esse projeto piloto visa à diminuição, em dez anos, de 50% do número de mortes ocorridas por trauma, seja por agressões interpessoais ou acidentes de trânsito ou de trabalho”, explicou o secretário de Estado da Saúde, Geraldo Medeiros.

MaisPB

MaisTV

“Nordeste não é problema, é solução”, diz João Dória

AGENDA NA PARAÍBA - 23/10/2021

Opinião

Paraíba

Brasil

Fama

mais lidas