João Pessoa, 08 de março de 2021 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
reação

João critica postura de Bruno: “O estado é um só”

Comentários:
publicado em 08/03/2021 às 13h52
atualizado em 08/03/2021 às 16h17
A- A+
Governador João Azevêdo (Cidadania) e Bruno Cunha Lima (PSD), prefeito de Campina Grande.

O governador João Azevêdo (Cidadania) criticou nesta segunda-feira (08) o que chamou de aproveitamento político em cima da pandemia do novo coroanvírus. A fala acontece após o prefeito de Campina Grande, Bruno Cunha Lima (PSD), questionar a classificação do município na bandeira laranja, ou seja, que necessita de uma maior atenção para frear o avanço da Covid-19.

“Não será através da disseminação de mentira e aproveitamento político que vamos resolver isso [pandemia]. É hora de pensar nas pessoas que você ama. Nós somos um só estado, estamos no mesmo barco. É hora de somar, não dividir. É hora de união e solidariedade. Não é hora de politicagem para agradar a alguns. Não adianta tentar jogar debaixo do tapete a realidade que é cruel”, afirmou Azevêdo durante o Conversa Com o Governador.

“As lideranças têm obrigação de saber que o estado é uno, tem que pensar em todas as regiões como verdadeiros irmãos que somos. Cada município que tiver leito, terá que disponibilizar para toda Paraíba. Não adianta fazer reserva de mercado”, prosseguiu.

Ontem, Bruno disse, durante uma live, que havia ocorrido uma redução no número de leitos de UTI e enfermagem na Região Metropolitana de João Pessoa para pacientes acometidos com a Covid-19, o que segundo João é inverídico.

“No dia 06 de agosto, a 1ª Macro [Região de João Pessoa] tinha 193 leitos de UTI, ontem eram 212 e vamos abrir até chegar 259. Dizer que João Pessoa ou a 1ª Macro não fizeram suas partes de abrir leitos, é infelizmente uma grande mentira que precisa ser rebatida”, acrescentou.

MaisPB

error: Alerta: Conteúdo Protegido !!