João Pessoa, 23 de fevereiro de 2021 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
Governador reage a críticas

Dizer que decreto fecha igreja e abre bar é hipócrita

Comentários:
publicado em 23/02/2021 às 19h31
atualizado em 24/02/2021 às 07h25
A- A+
João Azevêdo (Cidadania), governador da Paraíba

O governador João Azevedo (Cidadania) avisou, nesta terça-feira, que o Estado usará todos os recursos disponíveis para garantir o cumprimento das medidas estipuladas no decreto estadual publicado para conter o avanço da Covid-19 na Paraíba.

Em entrevista ao programa Hora H, apresentado pelos jornalista Heron Cid e Wallison Bezerra, na Rede Mais de Rádios, o chefe do Poder Executivo estadual e classificou como “leitura equivocada e simplista” as críticas dos que afirmam que as novas medidas “abrem bar e fecha as igrejas”.

“Os bares serão fechados às 16 horas porque é na noite que tem mais movimentação. É um argumento que não cabe. Simplista, de quem justifica sua leitura equivocada. Estamos pedindo as igrejas que colaborem com esse momento. Não aceito esse argumento, isso é hipocrisia”, desabafou o gestor, lembrando que a Igreja Católica se antecipou ao decreto e suspendeu as celebrações presenciais por 15 dias.

João Azevêdo informou que o Estado contará com o apoio das policias Militar e Civil, Corpo de Bombeiros, Agevisa, Procons e Guarda Municipais para dar cumprimento as medidas decretadas.

“Os municípios e Estado vão notificar e o estabelecimento que descumprir poderá ser interditado por sete dias. Em caso de reincidência, 14 dias e multa de R$ 50 mil”, alertou.

Confira a entrevista na íntegra:

Roberto Targino – MaisPB

error: Alerta: Conteúdo Protegido !!