João Pessoa, 13 de fevereiro de 2021 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
EFEITOS DA PANDEMIA

Sensação da avenida: musa faz ‘desfile’ solitário em sambódromo vazio

Comentários:
publicado em 13/02/2021 às 10h14
atualizado em 13/02/2021 às 09h29
A- A+

Se não fosse a pandemia, a  noite desta sexta-feira (13), seria um dia de festa pois marcaria o  início do desfile das escolas de samba de São Paulo, cancelado como forma de evitar a propagação do novo coronavírus.

Andréia Menegon, a musa do estado de Santa Catarina, iria estrear na passarela do samba na abertura dos desfiles  como destaque de chão de uma das agremiações do grupo especial, mas não pôde realizar seu sonho neste ano.

Frustrada, a beldade foi até o Sambódromo do Anhembi e lamentou não ter a possibilidade de brilhar na avenida.

“Hoje esse local deveria estar lotado de carros alegóricos mas está assim, deserto”, disse no espaço que serve como concentração das escolas no dia de desfile.

Em um dia que a região do sambódromo estaria lotada, o que se viu foi um verdadeiro deserto. A avenida que recebe as escolas de samba foi transformada em um espaço de convivência.

À bordo de um body prateado, cravejado de brilhantes, Andréia posou sensual junto às grades trancadas do sambódromo.

“Esse era um dos figurinos que eu tinha preparado para os ensaios, caso fosse permitido o desfile. Infelizmente não consegui usar no ensaio, mas não perdi a oportunidade de sentir a emoção de estar nesse local”, disse emocionada.

A modelo também resolveu vestir sua fantasia de borboleta, que seria finalizada para o desfile oficial e posou na concentração do Anhembi. “Minha fantasia seria voltada para a natureza, inspirada em uma borboleta que se torna fada. Espero que o desfile possa acontecer ainda esse ano. Quero realizar esse desejo e brilhar na avenida.”

Inicialmente o desfile das escolas de samba de São Paulo foi adiado para o mês de maio, porém ainda não há confirmação da data e se será possível a realização do evento.

MaisPB

error: Alerta: Conteúdo Protegido !!