João Pessoa, 20 de janeiro de 2021 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
covid-19

Médico que furar fila da CoronaVac pode perder registro, adverte CRM

Comentários:
publicado em 20/01/2021 às 15h25
atualizado em 20/01/2021 às 14h11
A- A+

O presidente do Conselho Regional de Medicina da Paraíba (CRM-PB), Rogério Magliano, lamentou ao Portal MaisPB a suspeita envolvendo profissionais de saúde que não trabalham na linha de frente contra a covid-19 e que teriam furado a fila de prioridade da vacinação.

O dirigente disse que, caso seja comprovado que o médico se valeu da posição para tomar o imunizante antes do grupo prioritário, ele pode ser advertido, ter o registro suspenso por 30 dias ou na pena mais grave, ter o registro cassado.

“Lamentavelmente se isso aconteceu é um desserviço a democracia. Não falo isso de maneira clichê, demagógica. Somos todos cidadãos, nesse momento de crise mundial é absolutamente imoral alguém querer passar na frente dos outros, todos nós estamos nivelados de maneira horizontal. Não deve ter nenhum tipo de privilégio”, declarou.

Nesta terça (19), o prefeito do município de Pombal, no Sertão do estado, Verissinho (MDB), recebeu a primeira dose da vacina na cidade. Médico e com 66 anos, ele não faz parte do primeiro grupo prioritário de imunização.

MaisPB

 

error: Alerta: Conteúdo Protegido !!