João Pessoa, 22 de setembro de 2020 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
levantamento

Acidentes matam mais que crimes de violência na PB

Comentários:
publicado em 22/09/2020 às 09h49
atualizado em 22/09/2020 às 10h16
A- A+

Os acidentes de trânsito matam mais do que crimes de violência na Paraíba, como mostra um levantamento realizado pela Seguradora Líder, responsável pelo Seguro DPVAT. O estado foi o 10º no Brasil com maior número de acidentes com mortes em 2019. Para alertar sobre os cuidados no trânsito a Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) realiza nessa terça-feira (22), às 15h, uma sessão especial em alusão a Semana Nacional do Transito. O debate acontecerá de forma remota com transmissão pela TV Assembleia (Canal 8.2) e no canal do Youtube – TV Assembleia PB.

Um comparativo entre as indenizações pagas pelo Seguro DPVAT e os dados da Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp), do Ministério da Justiça e Segurança Pública, apontou 1.041 mortes por acidentes contra 951 óbitos por crimes violentos (homicídios dolosos, latrocínios e lesões corporais seguidas de morte). Do total de indenizações, 702 (67%) resultaram de acidentes envolvendo motocicletas. Já a faixa etária mais atingida foi a que compreende 45 a 64 anos, correspondendo a 24% dos casos (254 vítimas).

“A sessão especial marca a Semana Nacional do Trânsito no nosso estado. Os números de acidentes crescem a cada instante e precisamos discutir esse assunto e planejar políticas públicas que sejam capazes de garantir a segurança das pessoas no trânsito. Precisamos reduzir o número que mortes no nosso estado que ultrapassa o da violência”, destacou Eduardo Carneiro.

Maio Amarelo – Em maio desse ano, o deputado Eduardo realizou uma campanha nas redes sociais em alusão ao Maio Amarelo, mês que visa chamar a atenção da sociedade para o alto índice de mortes e feridos no trânsito. Na ocasião, o parlamentar destacou a importância da Lei Seca que completou 12 anos. “A Lei Seca é uma importante ferramenta para redução no número de mortes no nosso País. A atuação da fiscalização de trânsito, o alto valor da multa e a aplicação da penalidade de suspensão do direito de dirigir fazem com que todo condutor pense duas vezes antes de dirigir após ingerir bebida alcoólica”, observou.

MaisPB

Comentários

Em respeito a Legislação Eleitoral, os comentários estão temporariamente suspensos.

error: Alerta: Conteúdo Protegido !!