João Pessoa, 18 de agosto de 2020 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
abuso de poder

TSE adia julgamento de ação contra Ricardo

Comentários:
publicado em 18/08/2020 às 22h38
atualizado em 19/08/2020 às 08h34
A- A+
Ricardo Coutinho, ex-governador da Paraíba e candidato a prefeito de João Pessoa pelo PSB

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) adiou o julgamento do recurso que pede a inelegibilidade do ex-governador Ricardo Coutinho. Durante a sessão desta terça-feira (18), o ministro Og Fernandes pediu o adiamento da pauta por causa do horário.

O presidente do TSE, ministro Roberto Barroso, porém, não adiantou quando a ação será julgada.

Barroso chegou a citar que um ministro pediu vistas, mas não disse qual foi o magistrado.

O processo acusa Ricardo de conduta vedada e abuso de poder político durante o pleito e foi movido pela Coligação A Vontade do Povo, encabeçada pelo então senador e candidato a governador pelo PSDB, Cássio Cunha Lima.

A defesa de Ricardo requereu à corte que anulasse a multa de R$ 30 mil imposta pelo Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB).

O advogado Harrison Targino, que representa a acusação, aponta que Ricardo cometeu abuso de poder ao exonerar servidores no ano eleitoral para contratar outras pessoas. Já o advogado de Ricardo, Fernando Neves, disse que era necessária a contratação de servidores à época para atender a necessidade da saúde pública.

Targino chegou a lembrar as acusações contra Ricardo no âmbito da Calvário, mas foi rebatido pelo advogado de Coutinho.

“É notório o momento difícil que passa Ricardo, mas isso não está no processo. O TSE não aceita julgar algo que não está nos autos. A defesa acredita que Ricardo Coutinho provará sua inocência”, disse.

MaisPB

error: Alerta: Conteúdo Protegido !!