João Pessoa, 23 de maio de 2020 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
CRESCIMENTO DA COVID-19

Defensoria pede fechamento total de Patos

Comentários:
publicado em 23/05/2020 às 10h09
atualizado em 23/05/2020 às 10h13
A- A+

Baseada em estudo que aponta para o crescimento no número de casos do novo coronavírus em cidade do interior da Paraíba, a Defensoria Pública sugere para que seja implantado o  fechamento total na cidade de Patos, no sertão paraibano.

O relatório da pesquisa encomenda pelo órgão ao Laboratório de Inteligência Artificial e Macroeconomia Computacional (Labimec) da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) aponta que a cidade pode chegar a 2.500 entra a 3ª ou a 4ª semana de junho, mês que será o pico da contaminação pela doença no município. Portanto, se faz necessário medidas mais drásticas para combater a doença.

“Isso de forma temporária, respeitando os direitos fundamentais de cada um, as pessoas em situação de rua, respeitando as pessoas pobres que não tem condição de pagar uma eventual multa administrativa que venha a ser aplicada”, explicou a defensora Raíssa Palitot.

O estudo aponta que a cidade de Patos apresenta um período menor dos óbitos a partir do dia que foi registrado o caso. Isso, segundo a defensora, indica que há subnotificação da doença na cidade. A média em todo o Estado é de 11 dias, enquanto a de Patos está em torno de 8 dias.

“O momento é de respeito as orientações de isolamento, ter mais consciência de que é pelo bem da coletividade, até porque a gente sabe que tem pessoas com mais propensão a, uma vez adquirido o vírus, chegar à letalidade. Então, nós reiteramos essa necessidade de cumprir as medidas de isolamento. É difícil, mas é pelo bem comum. Pessoas estão morrendo, entes queridos, inclusive crianças, em decorrência do novo coronavírus. Para que isso termine o mais rápido possível, a gente precisa se conscientizar e respeitar as medidas de isolamento”, reforçou a defensora pública Raíssa Palitot.

“O relatório foi apresentado durante videoconferência no último dia 18, com representantes da Defensoria Pública estadual, Ministério Público Federal (MPF), Ministério Público do Trabalho (MPT), Ministério Público do Estado da Paraíba (MPPB) e da Prefeitura Municipal de Patos.

MaisPB

error: Alerta: Conteúdo Protegido !!