João Pessoa, 29 de março de 2020 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
combate ao coronavírus

Mourão critica falta de coordenação em ações

Comentários:
publicado em 29/03/2020 às 08h14
atualizado em 29/03/2020 às 11h10
A- A+
Foto: Alan Santos/PR

O vice-presidente da República, general Hamilton Mourão (PRTB), pediu que as autoridades deixem o individualismo de lado no combate à pandemia do coronavírus no Brasil e defende um consenso frente à pandemia.

“O fulano está pensando só nisso porque é de direita e o outro só aquilo porque é de esquerda. Não, nós temos de buscar um meio-termo e a igualdade”, declarou Mourão em entrevista à Folha de S.Paulo.

Para Mourão, não está havendo uma coordenação nas ações de combate ao vírus.

“Acho que está havendo uma falta de coordenação das ações no final”, disse se referindo sobre a crise entre os governadores e o presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

De acordo com o vice-presidente, é preciso encontrar um modelo de isolamento que não seja “oito ou oitenta”.

“Uma coisa é certa: temos de proteger a população. Em nenhum momento o governo deixou de destacar isso. Mas é óbvio que as características do Brasil são diferentes das de outros países. E isso não pode ser discutido com paixão política. Esse é o problema. O fulano está pensando só nisso porque é de direita e o outro só aquilo porque é de esquerda. Nós temos de buscar um meio-termo e a igualdade”, avaliou.

Indagado sobre Bolsonaro não mostrar o exame negativo para o coronavírus, Mourão respondeu:

“Acho que tem de confiar na palavra do presidente. Seria o pior dos mundos o presidente chegar e declarar que testou e deu negativo e depois aparecer que deu positivo”.

MaisPB

error: Alerta: Conteúdo Protegido !!