João Pessoa, 10 de setembro de 2019 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
Intervenção na Paraíba

Veneziano se nega a participar de comissão do PSB

Comentários:
publicado em 10/09/2019 às 13h18
atualizado em 11/09/2019 às 08h39
Senador Veneziano Vital - Foto: Moreira Mariz/Agência Senado

O senador Veneziano Vital do Rêgo (PSB) anunciou em nota divulgada à imprensa, no início da tarde desta terça-feira (10), que não aceitará o convite para compor a Comissão Provisória do PSB da Paraíba, na condição de Secretário Geral. Segundo ele, o fato de a proposta da Executiva Nacional do PSB não ter conseguido o objetivo, que era recompor as relações internas do partido na Paraíba, fez com que ele optasse por declinar da indicação.

Antes de Veneziano, o governador João Azevêdo, que foi colocado como vice-presidente da Comissão do PSB, e o ex-presidente do partido, Edvaldo Rosas, posto como um dos dois secretários gerais, se negaram a participar da formação anunciada pelo presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira, nessa segunda-feira (9).

Veneziano disse que tomou conhecimento da deliberação da Executiva Nacional do PSB de formar uma Comissão Provisória, inserindo o seu nome como integrante. Ele lembrou que, desde o início dos “desencontros internos” na legenda, vem atuando para recompor as relações.

“Desde o início dessas desarmonias internas em nosso partido, nos apresentamos com um posicionamento para recompor as relações partidárias, por entender o quão importante é para o projeto exitoso que o PSB vem desenvolvendo na Paraíba. E, indubitavelmente, sempre identificamos nos companheiros Ricardo Coutinho e João Azevêdo as referências à normal e desejável condução do PSB”.

Veneziano afirmou que “como foi extraída da reunião de ontem à noite uma impossibilidade de reacomodação, defendida por nós, agradeço a lembrança daqueles que sugeriram nosso nome como integrante da comissão, mas declino do convite, por constatar que a proposta da Executiva Nacional não conseguiu, lamentavelmente, harmonizar as relações internas”.

Veneziano ainda reafirmou que continua “obstinadamente a defender a recomposição partidária a partir do diálogo entre o governador João Azevêdo e o companheiro Ricardo Coutinho”.

Além de Coutinho (presidente), João Azevêdo (para vice-presidente) e o próprio Veneziano, a Nacional escolheu para compor a Comissão, a prefeita do Conde, Márcia Lucena, como primeira secretária; Fábio Maia como secretário de Finanças; e Valquíria Santos e Edvaldo Rosas como secretários gerais.

MaisPB

Certificado digital mais barato para advogados e contadores Clique e saiba como adquirir

Leia Também