João Pessoa, 06 de junho de 2019 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
Previdência

João defende manter Estados na reforma

Comentários:
publicado em 06/06/2019 às 10h30
atualizado em 06/06/2019 às 13h49
(Foto: divulgação/Secom-PB)

Apesar de criticar alguns pontos da proposta da nova Previdência apresentada pelo governo federal, a exemplo do texto que trata dos benefícios dos trabalhadores rurais, o governador da Paraíba, João Azevêdo (PSB), defendeu a manutenção dos Estados na reforma, que será votada no Congresso. Alguns parlamentares defendem a exclusão dos estados e municípios da reforma.

“Os Estados precisam estar na reforma, caso contrário teremos uma previdência diferente para cada estado, isso não pode ser possível. Acho que é preciso manter estados até porque poucas alterações processarão nos estados, a grande maioria tomou providências com relação a suas próprias previdências internas”, disse Azevêdo, nesta quinta-feira (6).

Segundo a previsão do Ministério da Economia, a reforma da Previdência, se aprovada, resultará numa economia de R$ 4,83 bilhões no cofre do Governo da Paraíba em até dez anos. O governador João Azevêdo, porém, reforçou as contestações a alguns pontos da reforma.

“A reforma precisa ser vista de uma forma muito mais ampla. Não é só o que vai acontecer no futuro, temos que ter uma visão do deficit atual. A reforma que está proposta não trata do deficit atual. Isso nos preocupa. Da forma que está posta é claro que, daqui a 10 anos, vai começar a ter um efeito. Alguns pontos, entretanto, são inegociáveis, como a retirada do regime de capitalização e a forma de tratar o trabalhador rural igual ao trabalhador urbano”.

MaisPB

Certificado digital mais barato para advogados e contadores Clique e saiba como adquirir

Leia Também