João Pessoa, 16 de junho de 2013 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
NO RIO DE JANEIRO

Investimentos em infraestrutura transforma vidas, diz Ribeiro

Comentários:
publicado em 16/06/2013 às 13h18
A- A+

O ministro das Cidades, Aguinaldo Ribeiro (PP-PB), disse durante o anuncio de investimentos de R$ 2,6 bilhões em infraestrutura no Rio de Janeiro que as obras terão impacto direto na vida da população. O evento de anuncio de investimentos no Rio foi feito pela presidenta Dilma Rousseff no Complexo Esportivo da Rocinha . “Não é só urbanização de favelas e sim a transformação de vidas e concretização de sonhos na comunidade. Serão obras para a universalização do saneamento, intervenções em áreas de risco, novas casas, implantação de equipamentos sociais, construção de passarelas e abertura de ruas”, disse ele.

A verba será usada na construção de obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) Urbanização de Assentamentos Precários, nos bairros da Rocinha (R$ 1,6 bilhões), Complexo do Lins (R$ 446 milhões) e Jacarezinho (R$ 600 milhões). Em seu discurso, Aguinaldo Ribeiro ainda ressaltou que é uma felicidade poder de participar de um momento de transformação da vida das pessoas. “Este é o Brasil verdadeiro. O Brasil da mudança”, afirmou.

Ao anunciar os novos recursos, a presidenta Dilma Rousseff relembrou o período em que o Brasil não investia em obras para as comunidades mais pobres. “Uma das coisas que eu mais gosto de fazer, como presidenta, é isso que nós estamos fazendo aqui hoje. Porque eu sei que o Brasil real, a quem eu devo a minha eleição está aqui. Nós criamos cada vez mais o processo em que as pessoas do nosso país, aqueles trabalhadores, passaram a ter vez e a ser objeto da preocupação da política federal”, disse ela.

A presidenta disse ainda que, com os recursos autorizados, é importante investir na execução dos projetos. “Agora é hora de pegar os projetos e começar a executar aqui tudo isso que nós aprovamos. Um país só é vencedor quando faz com que seu povo seja vencedor junto com ele”, .

O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, falou sobre a união e parceria dos governos: “Vamos continuar trabalhando juntos para melhorar a vida de todos”. Já o presidente da Câmara Comunitária da Rocinha, Antônio Shaolin, disse que as favelas estão ganhando espaço e mais qualidade de vida.

Projetos – O projeto na Rocinha beneficiará 34.576 famílias e prevê a produção de 475 unidades habitacionais pelo Programa Minha Casa, Minha Vida (MCMV), além da construção de equipamentos sociais: um espaço de desenvolvimento infantil, centros de cultura localizados nas estações do teleférico, praças nas seis estações e nos conjuntos habitacionais 2 e 3.

A Rocinha ganhará, ainda, obras de mobilidade urbana, como obras viárias nas ruas da estrada da Gávea, e de saneamento ambiental, com a recuperação das redes de água, esgoto, drenagem, iluminação e a construção de duas caixas de recuperação de resíduos sólidos.

Com recursos do Ministério das Cidades, também haverá obras de contenção de áreas de risco necessárias segundo diagnóstico realizado pelo Instituto de Geotécnica do Município do Rio de Janeiro (GEO-RIO).

Todas as intervenções serão providas com o acompanhamento de trabalho social feito junto aos moradores. As famílias beneficiadas contarão, ainda, com regularização fundiária.

Complexo do Lins – Serão construídas 960 unidades habitacionais do MCMV e haverá a regularização fundiária para as famílias beneficiadas. As obras de mobilidade previstas incluem 60.000m2 de vias públicas e três elevadores, que terão projetos culturais.

Também serão construídos cinco espaços de desenvolvimento infantil, oito centros comunitários/centros de arquitetura sustentável e transmissível, uma biblioteca, dois centros esportivos, um centro de capacitação, dois postos de saúde da família, um teatro, uma usina de lixo, uma oficina de triagem, um centro de informação e cultura, duas hortas comunitárias, dois pomares comunitários e 11.000m2 em área de lazer.

O complexo terá, ainda, obras de saneamento ambiental, para recuperação e complementação das redes de água, esgoto, drenagem e iluminação, além da recuperação de 17 hectares de áreas degradadas e obras de contenção de riscos de 6.000m2, necessárias de acordo com diagnóstico realizado pela GEO-RIO. Ao todos, o projeto beneficiará 12 mil famílias.

Jacarezinho – No Jacarezinho, o Ministério das Cidades viabilizará a produção de 2.240 unidades habitacionais pelo MCMV, também com a inclusão de trabalho social para os moradores e regularização fundiária.

O projeto prevê equipamentos sociais com dois espaços de desenvolvimento infantil com 400m2; praça pública e polos de interesse comunitário com 10.290m2, e remanejamento de comércio com 2.160,60m2.

Na área de mobilidade, está prevista a construção de viaduto sobre ferrovia com 4.956m2; duas passarelas sobre ferrovia com 3.150m2, e a abertura de ruas com 1,9km de extensão e 12.970m2. As obras de saneamento ambiental incluem a recuperação e complementação das redes de água, esgoto, drenagem e iluminação. A estimativa é beneficiar aproximadamente 11 mil famílias.

error: Alerta: Conteúdo Protegido !!