João Pessoa, 20 de setembro de 2017 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
RÁDIO VERDADE

Cartaxo aponta três fragilidades do Governo

Comentários:
publicado em 20/09/2017 às 14h30
atualizado em 20/09/2017 às 14h11
A- A+
Prefeito Luciano Cartaxo (Foto: Sistema Arapuan)

O prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo, criticou a gestão estadual da saúde e afirmou que os Hospitais Regionais não funcionam a contento na Paraíba. Em entrevista ao programa Rádio Verdade, da Rede Arapuan de Rádios, o prefeito ressaltou que 50% dos partos realizados na maternidade Cândida Vargas são de mulheres de outros municípios.

“Estamos arcando com situações que não são de nossa responsabilidade. A quantidade de pessoas de outras cidades que vem ser atendidas aqui é uma coisa absurda”, avaliou o prefeito.

Para ele, o Governo é frágil em três áreas: saúde, educação e segurança pública. O prefeito criticou a estrutura das escolas, a ausência de concursos públicos na educação, e a contratação de organizações sociais.

Ainda durante a entrevista o gestor fez críticas à criação da Guarda Militar Temporária, que considerou uma medida improvisada do Governo. Ele defendeu a realização de concurso público para a Polícia Militar.

Sobre a vereadora Raíssa Lacerda, que se rebelou nos últimos dias contra a gestão, Cartaxo reconheceu que há atritos na bancada em virtude do elevado número de parlamentares. No entanto, ele ressaltou que os problemas são resolvidos “olho no olho” e levando em consideração os interesses do povo.

Quando questionado sobre a sua desincompatibilização para disputar o Governo do Estado no próximo ano, o prefeito ressaltou que irá ouvir o povo antes de tomar uma decisão. Ele adiantou, porém, que pesquisas são extremamente satisfatórias no ponto de vista da renovação na Paraíba.

“É preciso ter sensibilidade para extrair da população esse sentimento de renovação na política. Não pode chegar com o prato feito, a população quer participar desse momento”, frisou.

MaisPB