João Pessoa, 27 de março de 2017 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
magistério

Pedro defende oferta obrigatória de cursos

Comentários:
publicado em 27/03/2017 às 08h47
atualizado em 27/03/2017 às 13h33

Preocupado em aperfeiçoar a educação no Brasil, o deputado federal Pedro Cunha Lima (PSDB) sugeriu, por meio de Requerimento apresentado na Câmara dos Deputados, a oferta obrigatória de qualificação continuada, duas vezes por ano, aos professores da rede pública de ensino fundamental, com vistas a fomentar a qualidade educacional.

O Requerimento direcionado ao ministro da Educação, Mendonça Filho, considera que o professor capacitado e comprometido com suas atividades é elemento crucial para uma educação de qualidade e para o quanto os alunos conseguem aprender. Para o deputado, o professor necessita ter sólido conhecimento sobre a disciplina que ministra e sobre a prática docente, ou seja, é preciso que domine tanto os conteúdos curriculares quanto a metodologia de ensino e, ainda, que seja sensível aos achados relativos ao desenvolvimento sócio emocional.

Para o deputado, é preciso mudar a forma de fazer educação no Brasil. Segundo ele, são “acabrunhantes os resultados das avaliações nacionais de Português, Matemática e Ciências dos alunos do ensino básico e as internacionais dos jovens do ensino médio (como o PISA), que vêm sistematicamente evidenciando que a maior parte dos alunos brasileiros apresenta rendimento educacional muito aquém do esperado para sua idade e série, posicionando o País nos últimos lugares dos rankings mundiais de educação comparada”.

“Por conta desses problemas, sugerimos ao ministro que, de um lado, sensibilize a CAPES a ofertar, pelo menos duas vezes ao ano, cursos direcionados de educação continuada para os professores das disciplinas curriculares da educação fundamental, versando, na maior parte de sua carga horária, sobre conteúdos, questões e metodologias específicos de cada campo do conhecimento em que se desdobram as atividades docentes e visando a prática em sala de aula”, destacou Pedro.

O deputado também sugeriu ao ministro Mendonça Filho que seja feito e divulgado, com urgência, um balanço sobre o que já foi oferecido, gasto e o que foi efetivamente conseguido, desde que a CAPES assumiu a responsabilidade de coordenar este trabalho nacional de qualificação de docentes da educação básica, com a finalidade de que os rumos dos programas atuais sejam corrigidos tendo em vista a melhoria da qualidade da educação básica nacional.

MaisPB com Assessoria

Certificado digital mais barato para advogados e contadores Clique e saiba como adquirir

Leia Também