João Pessoa, 30 de junho de 2016 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
Futebol

Após recusar pedido em 2006, Felipão se oferece para treinar Inglaterra

Comentários:
publicado em 30/06/2016 às 15h28
atualizado em 30/06/2016 às 12h49
A- A+
Foto: Kazuhiro Nogi/AFP

Atual líder do Campeonato Chinês, o técnico pentacampeão mundial, Luis Felipe Scolari revelou interesse em assumir a vaga de treinador da seleção inglesa após o fracasso de Roy Hogdson no comando do English Team na Eurocopa.

“Sou o treinador do Guangzhou e estou concentrado em meu trabalho aqui, mas sei da importância no mundo do futebol em ser o técnico da Inglaterra”, declarou Felipão. O brasileiro de 67 anos chegou a recusar um convite da Federação Inglesa em 2006.

À época no comando da seleção de Portugal, o treinador chegou a cogitar a mudança, mas ficou insatisfeito com a negociação se tornar pública enquanto ele ainda comandava o time ibérico.

“Entendo a importância de ser treinador de seleções. Gosto do futebol inglês e estou ciente da necessidade da equipe em conquistar algo”, completou o comandante, famoso pelo título mundial de 2002 com o Brasil e por levar Portugal à final da Eurocopa de 2004, perdendo para a Grécia.

Com mais de trinta anos de carreira como técnico, Felipão passou pelo Campeonato Inglês durante sete meses sem sucesso da temporada de 2008/09 no comando do Chelsea. Antes disso, o brasileiro ficou no comando de Portugal por cinco anos.

Scolari voltou ao comando da Seleção Brasileira em 2012, após a queda de Mano Menezes. Com o título da Copa das Confederações de 2013, Felipão sofreu o fatídico 7 a 1 na semifinal da Copa do Mundo de 2014 contra a Alemanha e foi para a China treinar o Guangzhou Evergrande.

No comando da equipe, com Paulinho, Alan, Jackson Martinez e Ricardo Goulart, Felipão chegou ao título do Campeonato Chinês e da Liga dos Campeões da Ásia de 2015.

GazetaEsportiva