João Pessoa, 20 de outubro de 2017 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
PREVENÇÃO

Campanha antirrábica acontece neste sábado em Campina Grande

Comentários:
publicado em 17/10/2014 às 10h50

Para prevenir a transmissão da raiva por cães e gatos em Campina Grande, a Secretaria Municipal de Saúde, por meio da Diretoria de Vigilância em Saúde e da coordenação do Centro de Controle de Zoonoses, realiza neste sábado, 18, o “Dia D” da Campanha Nacional de Vacinação Antirrábica Canina e Felina. A meta é imunizar 80% da população animal, o que corresponde a 33 mil cães e 17 mil gatos.

De acordo com a gerente de Vigilância Ambiental e Zoonoses, Rossandra Oliveira, serão montados diversos pontos de vacinação pela cidade. “Ao todo, serão disponibilizados, das 8h às 17h, 80 postos espalhados pela cidade instalados nas Unidades Básicas de Saúde e em locais como escolas e associações de moradores, além de dois pontos volantes facilitando o acesso à imunização dos animais”, disse.

A gerente explicou ainda que o Centro de Zoonoses, no bairro de Bodocongó, também vai funcionar no sábado. Além desse "Dia D", o local está oferecendo a vacinação antirrábica desde o início do mês e equipes estão vacinando os bichos de casa em casa na zona rural de Campina Grande.

A vacinação é imprescindível para que a doença continue sob controle na cidade e qualquer cão ou gato com mais de três meses pode ser imunizado. As fêmeas gestantes e que estejam amamentando também podem ser vacinadas, mas os donos precisam ficar atentos ao transporte destes animais.

“Isto porque a contenção pode causar estresse ao bicho. Toda a população está convocada a levar seus animais para serem vacinados, ajudando na prevenção da transmissão da raiva aos animais domésticos, evitando, assim, a possibilidade de contaminação do ser humano”, reforçou a gerente.

Os animais que nascerem após a campanha e aqueles que não puderem ser vacinados por qualquer motivo, deverão ser levados ao Centro de Controle de Zoonoses, das 7h às 17h, de segunda à sexta-feira, para receber a vacina.

O Centro de Zoonoses desenvolve a castração de animais para os donos que não têm condição de pagar pelo procedimento, garantindo um controle da população, que aumenta em média 10% ao ano. "Com a castração, nós tentamos segurar o crescimento desordenado e, desta forma, controlarmos as doenças provocadas por eles", concluiu.

RAIVA – É uma doença fatal que pode atingir todos os mamíferos, inclusive o homem. A transmissão ocorre quando o vírus da raiva existente na saliva do animal infectado penetra no organismo do humano, através da pele ou mucosas, por mordedura. A vacinação é a única forma de evitar que o animal venha a desenvolver a raiva e transmiti-la ao homem.

MaisPB com Codecom-PMCG

Leia Também