João Pessoa, 03 de maio de 2022 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
Médico. Psicoterapeuta. Doutor em Psiquiatria e Diretor do Centro de Ciências Médicas da Universidade Federal da Paraíba. Contato: [email protected]

Se é por falta de Adeus…

Comentários:
publicado em 03/05/2022 às 07h00
atualizado em 02/05/2022 às 18h08

Arrogância é um forte orgulho ou atitude de extrema auto importância, em particular, uma perda de contato com a realidade e superestima das próprias competências ou capacidades. O conceito não é meu. Está lá na Wikipédia.

Há algum tempo tem me incomodado pronunciamento de pessoas, tidas como celebridades, artistas, poderosos que ameaçam sair do país. Incomoda porque se autoproclamam de uma importância que não têm.

Quando o país mergulhou na ditadura, ninguém se auto revelou deixando o país por causa do governo de plantão. E muitos fugiram. Mas fugiram para poupar a própria pele, para evitar ser sequestrado ou suicidado numa prisão.

Os outros se mantiveram em suas trincheiras, mantendo suas mensagens e sustentando o desejo que de que voltasse a democracia. Os artistas tinham compromisso com o país. Com seu povo. Com seus fãs e admiradores. Havia uma profundidade que não se observa atualmente.

O mais expressivo talvez tenha sido Chico Buarque. Elis Regina. Edu Lobo. Uma lista de compositores, teatrólogos, artistas plásticos que não caberiam num simples artigo. Nunca ouvi ameaças de largar o barco à sua própria sorte e fazer selfies na Times Square.

Como dizia, me incomoda as ameaças de deixar o país por parte de artistas, às vezes queridos, como Zeca Pagodinho, às vezes de nenhuma importância, como tantos, que acham o caminho mais curto de enfrentamento, o aeroporto internacional.

Se o país sofre. Se o país não está bem. Se o país passa por dificuldades, a reação dos verdadeiros artistas é a resistência, a luta permanente por melhoras. Comprar uma passagem aérea com o dinheiro que ganhou aqui, do povo que sofre, e que continuaria sofrendo. Atitude arrogante, considero. Covarde. Inoperante.

Os que fogem não fazem falta a um país acostumado aos abalos políticos e econômicos. Convido Zeca Pagodinho, e todos os outros, a continuarem aqui e a modificarem a realidade. Se a decisão é fugir, arrecadar dinheiro no Brasil e gastar no exterior, fujam. Para mim, isso traduz arrogância. Quem foge não protesta contra o Governo, trai, sim, o povo que o tornou ídolo. Aos que insistirem, se é por falta de Adeus…

* Os textos dos colunistas e blogueiros não refletem, necessariamente, a opinião do Portal MaisPB

MaisTV

Brasil vence a primeira na Copa do Mundo Sub-20 de futebol feminino

contra Austrália - 14/08/2022

Opinião

Paraíba

Brasil

Fama

mais lidas