João Pessoa, 27 de dezembro de 2021 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
reunião com sindicatos

João acusa adversários de ‘tumultuar’ relação com a PM

Comentários:
publicado em 27/12/2021 às 19h36
atualizado em 27/12/2021 às 16h38
Governador João Azevêdo durante solenidade na Defensoria Pública do Estado, em João Pessoa

O governador João Azevêdo (Cidadania) apontou, nesta segunda-feira (27), a presença de atores que “buscam tumultuar” a relação do Estado com as Forças de Segurança e mais especificamente com policiais militares. Liderada pelo deputado Cabo Gilberto Silva (PSL), parte da categoria deflagrou na semana passada uma “greve branca”.

O parlamentar, que é líder da bancada de oposição e pré-candidato ao Governo do Estado, comandou um movimentos para que PM’s não dirigissem viaturas, ato considerado ilegal pela Justiça da Paraíba.

Como adiantado na última quinta-feira (23) no Blog do jornalista Heron Cid, no Portal MaisPB, o governador vai se reunir com “representantes legais” da categoria na próxima semana.

+ Governador João Azevêdo recebe entidades da PM em reunião, dia 4 de janeiro

“Vamos receber os representantes legais para que a gente possa tratar da pauta que é para ser tratada. Isso [reajuste dos policiais] não deveria está sendo discutido agora. A lei aprovada trata sobre a proteção social. Algumas pessoas estão misturando as coisas e estão tentando tumultuar um processo que poderia ser mais tranquilo”, disse João.

Segundo Azevêdo, apesar do movimento liderado pela oposição, não há falta de segurança no Estado.

“Estamos lidando com a maior tranquilidade do mundo. Não está faltando segurança nas ruas. Vamos sentar para discutir a questão do salário, discutir bolsa e poder mais uma vez demonstrar que a Lei de Proteção Social não tira um único direito”, afirmou.

MaisPB

MaisTV

Brasil vence a primeira na Copa do Mundo Sub-20 de futebol feminino

contra Austrália - 14/08/2022

Opinião

Paraíba

Brasil

Fama

mais lidas