João Pessoa, 16 de setembro de 2021 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
"Absurdo"

Entidades criticam quarentena para policiais

Comentários:
publicado em 16/09/2021 às 17h11
atualizado em 16/09/2021 às 14h43
A- A+
Central de Polícia, em João Pessoa

A aprovação da emenda ao novo Código Eleitoral que aplica quarentena de quatro anos para juízes, membros do Ministério Público e policiais, não agradou as categorias. Ontem, a Câmara Federal desengavetou o tema e aprovou por por 273 votos a 211 a nova regra, com a ressalva que só entraria em vigor nas eleições de 2026.

Ao Portal MaisPB, o presidente da Associação de Defesa das Prerrogativas dos Delegados de Polícia da Paraíba, Steferson Nogueira, criticou a votação.

“Nós só temos a lamentar essa cassação dos direitos políticos dos policiais, membros do Ministério Público e juízes. Isso é absurdo. A sociedade tem o direito de votar em quem ela entender que a representa bem. Policiais são cidadãos como qualquer outro, tem o direito de votar e ser votado, como até hoje existe esse direito”, frisou.

Nogueira disse que a categoria deve lutar para evitar prosseguimento da matéria.

“Um criminoso que responde a um crime e não foi condenado, pode ser candidato. Um policial que está defendendo o cidadão, ele para se candidatar teria que se afastar por quatro anos, como ele vai viver? Realmente a cidade perde muito. Os cidadãos e bem, policiais e promotores estão sendo impedidos de exercer a cidadania. É lamentável. Espero que o Senado reverta isso”, enfatizou.

MaisPB

MaisTV

Governador entrega mais de 100 ônibus para transporte escolar

EDUCAÇÃO - 01/07/2022

Opinião

Paraíba

Brasil

Fama

mais lidas