João Pessoa, 02 de outubro de 2012 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
ELEIÇÕES 2012

PC reforça esquema de segurança no interior paraibano

Comentários:
publicado em 02/10/2012 às 19h22
A- A+

 As cidades do interior paraibano receberão um reforço no contingente da Policia Civil durante as Eleições 2012. No domingo (7) um total de 1.300 agentes, escrivães e delegados  estarão de plantão durante o primeiro turno do pleito na Paraíba.  Os policiais de apoio foram organizados em 45 equipes com um delegado, um escrivão e dois agentes, que estarão distribuídos nas dez regionais de Polícia Civil (PC). Esses profissionais irão apoiar as equipes locais, garantindo a tranquilidade dos eleitores e inibindo os crimes eleitorais. Ao todo,

“Fizemos um estudo e reforçamos o policiamento nos municípios de maneira que as principais comarcas eleitorais do Estado tenham equipes para o registro dos crimes, garantindo que o pleito decorra de forma tranquila”, explica o assessor de Ações Estratégicas da Secretaria da Segurança e da Defesa Social (Seds), Isaías Gualberto. A 3ª Regional de Polícia Civil, por exemplo, com sede em Guarabira, terá o reforço de 12 equipes distribuídas em 13 municípios.

O registro dos crimes eleitorais é de responsabilidade da Polícia Federal (PF) em João Pessoa, Campina Grande e Patos onde a instituição tem sede e fica a cargo da PC nas demais cidades paraibanas. “Contudo, por meio de um acordo, ficou decidido que o Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) dos crimes de menor potencial ofensivo, a exemplo da ‘boca de urna’, serão lavrados pela Polícia Civil na Capital”, conta Gualberto.

Contingente – Em todo estado, mais de 10 mil policiais civis, militares e bombeiros militares estarão de prontidão para garantir a segurança dos eleitores. Os órgãos de Segurança Pública colocarção à disposição os Centros de Comando e Controle, através dos quais as Justiça Eleitoral e as autoridades irão monitorar qualquer irregularidade que possa prejudicar o pleito.

Os Centros de Comando e Controle são uma iniciativa da Secretaria da Segurança, aprovada pelo Pleno do Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB), e têm como principal objetivo possibilitar a repressão imediata a crimes eleitorais ou de outra natureza. Para isso, representantes da Justiça Eleitoral, Polícias Civil, Militar, Federal, Rodoviária Federal e Corpo de Bombeiros Militares estarão reunidos em salas instaladas em João Pessoa, Campina Grande e Patos.

“A Seds, mais uma vez, investe na integração, reunindo, em conjunto com a Justiça Eleitoral, todos os que atuam diretamente na segurança das eleições, de maneira a centralizar as informações e garantir à população respostas em tempo real a qualquer ocorrência registrada no primeiro e segundo turno das Eleições 2012”, comentou o secretário da Segurança, Cláudio Lima. Durante o horário de votação, o secretário irá percorrer pessoalmente alguns dos principais colégios eleitorais do estado para averiguar a tranquilidade do pleito. 

São considerados crimes eleitorais o transporte não autorizado ou irregular de eleitores e donativos; manifestação ou aglomeração em favor de candidato em locais impróprios; venda de bebida alcoólica durante o período da “Lei Seca”; boca de urna e perturbação da ordem pública (desordens), entre outros.

Secom PB  

Comentários

Em respeito a Legislação Eleitoral, os comentários estão temporariamente suspensos.

error: Alerta: Conteúdo Protegido !!