João Pessoa, 21 de junho de 2021 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora

Graduado em Jornalismo, Yago Fernandes é um “pitaqueiro” sobre a vida, relações humanas e um apaixonado pela comunicação. É mestre de cerimônias e tem experiência com palestras e oficinas de Oratória. Atualmente, também é assessor de comunicação.

O desinformado, o ignorante e o idiota

Comentários:
publicado em 21/06/2021 às 08h05
A- A+

Sim, eles existem. Estão mais perto de nós do que se pode imaginar. São modernos encostos do século presente. Há diferença no desinformado, no ignorante e no idiota. Na maioria das vezes são pessoas que penetram nossa paz de espírito com discursos e ações sem pé nem cabeça. E o pior: há quem guarde no seu mundo essa tríade catastrófica.
Mas como se diz por aí, vou deixar de “arrudeios” e ser direto. Já explico.

Com a ascensão do tenebroso Jair Bolsonaro à cadeira presidencial, sua pseudo imagem de homem inteligente e caçador de esquerdistas foi espelho para revelar muita gente maluca, destampando uma extrema direita – ou melhor, uma direita reacionária – escondida, até então. O resto do percurso até os dias de hoje você já sabe: simpatias à tortura, ódio, racismo, homofobia e tudo que não presta. E sem essa de dizer que Bolsonaro não tem tais características. Tem sim. Basta acessar os canais da velha internet.

Como eu dizia… foi escancarado um reacionarismo sem igual, gerando adeptos e defensores do atual ocupante do Palácio do Planalto. Esses adeptos, verdadeiros ascetas da escuridão, são formados em três grupos: o desinformado, o ignorante e o idiota. Cada conceito foi avaliado por mim mesmo, num belo dia enquanto tomava café acompanhado das bolachas e me espantava com as notícias da política.

O desinformado apresenta-se como um sujeito até legal, boa aparência e um papo insipiente. Não assiste ao Jornal Nacional porque diz que não aguenta mais ver “tanta desgraça”, apenas ler as manchetes das reportagens como se vivesse numa pressa constante e, geralmente, está mais preocupado com os campeonatos de futebol.

Ele também desconhece os secretários do governo municipal de sua cidade, valendo-se apenas do nome do prefeito (“Isso já está bom!”, pensa). Perdeu prazo para pagar o IR, muito menos tem conhecimento da campanha de vacinação contra a gripe deste ano. Aí mora o perigo. O primeiro esperto a inventar uma boa lorota vai lhe fazer cair de quatro e deixará o desinformado chocado, crente de que a informação é verídica.

Pobre coitado. Tenho até dó do sujeito. Apesar disso tudo, vai que ele tenha uma alma boa e abra sua cabeça para a verdade? Com jeito e explicando os fatos, você faz do desinformado um informado. Simples não é, no entanto, você só está na primeira fase do tripé citado acima. Prepare-se, a coisa vai ficando feia.

Cheguei à segunda etapa – o ignorante.
Todo mundo tem um tiozão do churrasco, vive sem camisa aos domingos, recebe os parentes com o copo de cerveja, fala bobagens e se comporta como um homem das cavernas. Credo!

O ignorante está impregnado em diferenciados lugares, no trabalho, na igreja, em todo espaço humano. Quando ele começa a falar não tem fim. E se o assunto for política, a velhinha, sua mãe, entrelaça os dedos sobre a barriga e cai no cochilo.

A diferença dele para o desinformado é que sua curiosidade o faz ver o noticiário, mesmo que suas reclamações contra à televisão falem mais alto que o apresentador. Ainda estando ciente do que acontece no país e no mundo, ele prefere enxergar as mensagens recebidas no WhatsApp, e se for falando do PT, isso é um prato fácil de saborear.

Por fim, chegamos ao topo. Bem-vindo ao mundo dos idiotas!

Esses ocupam a maior parte dos assentos de Brasília e outros recônditos. São os brutamontes alvos de operações das polícias Civil e Federal, além de odiarem as liberdades e todas as benesses validadas pela Constituição. É político, é apresentador, é empresário… de tudo se acha. Ah, e tem até um “GURU” que reside fora do país, ditando os rumos do Brasil ao adestrado Bolsonaro – figura maior da idiotia nacional.

Os idiotas fazem as três refeições do dia banhadas de mentiras e doses acavaladas de insultos à esquerda. Passam a vida conceituando coisas quem não sabem, simplesmente porque não estudam, cospem na arte e cultura, e matam, literalmente, a existência da ideologia de gênero… O que Simone de Beauvoir diria disso tudo?

São agressivos e dotados de armas as quais, inclusive, a maior parte deles colecionam como trunfos do machismo. A Ciência não é presente em suas agendas de trabalho; pelo contrário, eles a detestam.

“Brasil acima de tudo, Deus acima de todos”, dizem os falsos cristãos bolsonaristas. Seus contatos e contratos não dispensam pastores picaretas e vendilhões do templo.

Em suma é isso. Os bons que rezem para não cair ou viver ao lado de algum tipo desse. De todo jeito, se necessário for, tenha paciência. Isso logo vai passar.

Se você, assim como eu, usa da DEMOCRACIA como escudo no combate à tríade do mal…
estamos bem. Seguiremos firmes na torcida e ansiosos pelas autoridades legais desta nação, no anseio de que esse cenário político não se repita nunca mais.

Pelo menos eu alertei…

* Os textos dos colunistas e blogueiros não refletem, necessariamente, a opinião do Portal MaisPB

MaisTV

Polícia investiga homicídio de gêmeos e bebê na PB

EM ITABAIANA - 08/12/2021

Opinião

Paraíba

Brasil

Fama

mais lidas