João Pessoa, 27 de maio de 2021 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
Operação Arrebate

Policiais ficarão à disposição da Justiça Militar

Comentários:
publicado em 27/05/2021 às 11h28
atualizado em 27/05/2021 às 11h56
A- A+

Os policiais militares detidos na manhã desta quinta-feira (27) sob a acusação de peculato, tortura, associação criminosa e tráfico de drogas foram levados para o 1° Batalhão de Polícia Militar, no Centro de João Pessoa, onde deverão permanecer à disposição da Justiça Militar.

De acordo com o Coronel PM, Severino do Ramo Gerônimo, Corregedor auxiliar da Polícia Militar da Paraíba, a ação de hoje, chamada de Arrebate, cumpriu uma determinação da Justiça Militar após uma denúncia anônima.

Com os policiais foram encontradas “munições e objetos que acreditamos serem ilegais. Lá (no Quartel da DAL – Diretoria de Apoio Logístico) eles foram presos em flagrante e nós vamos instaurar procedimento administrativo internamente para constatar a viabilidade de transgressões disciplinares”, explicou Coronel PM, Severino do Ramo Gerônimo.

Operação – Os quatro policiais militares da mesma guarnição foram presos quando estavam entrando de serviço, no começo da manhã, em João Pessoa. Foram realizadas buscas em endereços nos bairros do Geisel, Jardim Cidade Universitária e Expedicionários, na Capital, e também em Santa Rita. É um sargento e três soldados, da Força Tática do 5º Batalhão.

Foram apreendidas munições, balança de precisão, drogas e cinco simulacros de arma de fogo.

Mais de 90 profissionais participaram da operação, que foi realizada pela própria Polícia Militar, através da Corregedoria, e Núcleo de Controle Externo da Atividade Policial (Ncap) do Ministério Público da Paraíba, com apoio do Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (GAECO).

MaisPB

MaisTV

Prefeitura construirá edifício garagem no Mercado Central

VÍDEO - 19/10/2021

Opinião

Paraíba

Brasil

Fama

mais lidas