João Pessoa, 24 de maio de 2021 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
festa na música

Bob Dylan chega aos 80 cantando e produzindo

Comentários:
publicado em 24/05/2021 às 15h53
atualizado em 24/05/2021 às 17h21
A- A+

O mundo está  triste com essa peste que nos assola, mas festeja um dos nomes mais importantes da música mundial, Bob Dylan, que completa 80 anos nesta segunda-feira. Cantor, compositor e artista visual, ele vem fazendo história ao longo da carreira e já ganhou prêmios como Grammy, Oscar, Pulitzer, Globo de Ouro e Nobel de Literatura.

Em 2021, foi apontado como o único artista a ter um álbum no Top 40 da revista “Billboard” desde 1960, em todas as décadas. Nos últimos cinco anos, a música mais tocada de Dylan no Brasil foi “Knockin’ on heaven’s door”, uma composição que fez parte da trilha sonora do filme “Pat Garrett & Billy The Kid” e que ganhou versões famosas feitas pela banda Guns N’ Roses, Eric Clapton e Zé Ramalho.

20 fatos e curiosidades sobre Bob Dylan

1 – O nome verdadeiro de Bob Dylan é Robert Allen Zimmerman. Dylan chegou a usar outros nomes artísticos, como Bob Dillon e Elston Gunn, antes de se decidir pelo definitivo; que, dizem, foi inspirado no nome do poeta britânico Dylan Thomas – embora o próprio músico nunca tenha confirmado a informação. Ele já usou nomes alternativos, como Elmer Johnston, Blind Boy Grunt e Jack Frost, em determinadas ocasiões.

2 – Na adolescência, Dylan fez parte de um trio chamado The Golden Chords, em que tocava guitarra base. Sua primeira apresentação com o nome Bob Dylan aconteceu em um café chamado The Then O’Clock Scholar, em Dinkytown, bairro boêmio de Minneapolis.

3 – Ao chegar a Nova York, Dylan se apresentou por duas semanas como show de abertura para John Lee Hooker; e também tocou gaita em uma gravação de Harry Belafonte – por esse trabalho, recebeu US$ 50. A primeira crítica sobre um show de Bob Dylan a aparecer no New York Times data de setembro de 1961, e foi assinada por Robert Shelton – que elogiou o então jovem artista, que tinha apenas 20 anos de idade. O álbum de estreia do músico, homônimo, foi gravado em dois dias, em 20 e 22 de novembro de 1961.

4 – Ao contrário do que muita gente pensa, Bob Dylan não se apresentou no lendário festival de Woodstock – muita gente faz a associação pelo fato de ambos, o músico e o evento, serem dois dos maiores símbolos musicais dos anos 1960.

> Documentário Em Obras estreia no aniversário da Ponte Hercílio Luz

5 – A moça que aparece ao lado de Dylan na capa do disco The Freewheelin’ Bob Dylan é Suze Rotolo, sua namorada na época, que fez o músico se tornar fã do dramaturgo Bertolt Brecht – o que influenciaria canções como The Lonesome Death of Hattie Carroll.

6 – Um biógrafo dos Beatles afirmou que Bob Dylan foi quem ofereceu maconha aos integrantes da banda pela primeira vez, em 28 de agosto de 1964, na primeira turnê do grupo pelos Estados Unidos. O artista e a banda voltaram a se encontrar em maio de 1965, e dizem que, na ocasião, Bob Dylan e John Lennon gravaram uma música juntos – que nunca foi concluída ou divulgada ao público.

7 – Em 25 de julho de 1965, no Festival Folk de Newport, Bob Dylan fez sua primeira apresentação com uma guitarra elétrica – e causou uma revolução, com fãs e admiradores acusando-o de “trair” o movimento folk.

8 – Em 1966, em Paris, Bob Dylan levou um boneco de fantoche a uma entrevista coletiva; e, sempre que ouvia uma pergunta de um repórter, fingia ouvir do boneco o que deveria responder.

9 – Entre 27 de maio de 1963 e 16 de maio de 1966, Bob Dylan lançou nada menos que seis álbuns, um deles duplo – todos considerados alguns dos melhores trabalhos de sua carreira e da música popular norte-americana.

10 – Após sofrer um acidente de moto em julho de 1966, Bob Dylan ficou um ano e meio sem aparecer publicamente – até fazer uma participação especial em um show beneficente em homenagem a Woody Guthrie, em janeiro de 1968.

11 – Entre junho e outubro de 1967, Bob Dylan e a The Band gravaram centenas de horas de música – que só foram oficialmente lançadas em 2014, em um material com mais de cem faixas. Aliás: a capa de Music From Big Pink, disco de estreia da The Band, foi pintada por Bob Dylan.

12 – Bob Dylan rompeu com seu agente em 1969, e passou a gerenciar a própria carreira desde então.

13 – Em 1973, o artista lançou um livro chamado Writing and Drawnings, que conta com mais de 60 composições que não estão em nenhum de seus álbuns.

14 – Em 1978, Dylan, judeu, se apresentou em Nuremberg, na Alemanha, em um estádio chamado Zeppelinfield, onde aconteceram alguns dos discursos mais famosos de Hitler – e pediu que o palco fosse colocado no lado oposto do habitual; fazendo com que os 80 mil fãs no público dessem as costas ao lugar de onde o ditador costumava discursar.

15 – Com George Harrison, Bob Dylan escreveu três músicas, It’s Not For You, I’d Have You Anytime, e Working On a Guru – esta última nunca foi oficialmente lançada.

16 – Like a Rolling Stone, um dos maiores clássicos de Bob Dylan, foi eleita pela famosa lista da revista Rolling Stone como a melhor música de todos os tempos – no ranking, com 500 canções, aparecem mais 12 composições do músico.

17 – Bob Dylan foi acusado de plágio na música Blowin’ in the Wind, pelo artista Lorren Wyatt, autor de uma faixa chamada Freedon is Blowin’ in the Wind. Dylan afirma ter escrito a canção – que foi escolhida como hino do movimento pelos direitos civis nos Estados Unidos – em apenas dez minutos. A faixa também ganhou uma versão religiosa em espanhol, com o nome Saber Que Vendrás.

18 – Dylan pensou em se aposentar em 1988, depois do fracasso de Down In The Groove – mas Bono, vocalista do U2, o apresentou ao canadense Daniel Lanois, que produziu os discos The Unforgettable Fire e The Joshua Tree. Lanois e Dylan trabalharam juntos e no ano seguinte lançaram o elogiado Oh Mercy.

19 – Em 2001, Bob Dylan lançou outro trabalho elogiado pela crítica, Love & Theft – que, na data de lançamento, teve a os holofotes roubados por um acontecimento trágico: o registro saiu em 11 de setembro, data dos atentados terroristas contra as Torres Gêmeas, em Nova York.

20 – O artista teve quatro filhos com Sara Lownds: Jesse, Anna, Samuel e Jakob – Jakob seguiu os passos do pai na música, e é o líder da bem-sucedida banda The Wallflowers.

Kubitschek Pinheiro MaisPB com pesquisa em sites de musica 

MaisTV

“Nordeste não é problema, é solução”, diz João Dória

AGENDA NA PARAÍBA - 23/10/2021

Opinião

Paraíba

Brasil

Fama

mais lidas