João Pessoa, 09 de fevereiro de 2021 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora

Jornalista paraibano, sertanejo que migrou para a capital em 1975. Começou a carreira  no final da década de 70 escrevendo no Jornal O Norte, depois O Momento e Correio da Paraíba. Trabalha da redação de comunicação do TJPB e mantém uma coluna aos domingos no jornal A União. Vive cercado de livros, filmes e discos. É casado com a chef Francis Córdula e pai de Vítor. E-mail: kubipinheiro@yahoo.com.br

Cenas que desandam

Comentários:
publicado em 09/02/2021 às 07h19
atualizado em 09/02/2021 às 11h23
A- A+

A fila não anda, a fila é grande, mas os atravessadores são maiores e se multiplicam. Coisas de um Brasil antigo. Cenas que desandam. Cedo ou tarde, pagarão essas agulhadas. Ideias falsas furam filas.

Aliás, uma das coisas notáveis, quem disse foi Jim Carrey: “Eu quero ser o melhor ator que alguma vez existiu, mas não tenho de ser”. Por que lembrei de Jim Carrey? Porque ele disse que havia descoberto que sua missão no mundo era inspirar os outros, ajudá-los a descobrir o melhor de si mesmos.

Jim Carrey ( imagem by Mario Romoda) é um ator, comediante, dublador, e roteirista canadense. Conhecido por seu estilo enérgico, além das caretas, sua marca registrada. Mas me parece que fazer careta ficou mais “careta” nesses tempos de pandemia. Nós temos a cara do que já foi.

Não quero provar que são os outros, nem eu, quem mais importam. Se são os outros, eu nunca vou entender os brasileiros que estão furando as filas da vacina contra a Covid 19.

Mesmo que seja com medo da morte, que não seja, todo cidadão que fula a fila para receber primeiro a vacina, é um covarde. Não tem nenhum um compromisso com os algoritmos da civilização brasileira.

O desentendimento de passar na frente de pessoas com mais idade, precisando se vacinar, tem sido ignorado. Bando de canalhas! Sinto uma urgência que, se não for convertida, pode até ser inibitória, mas isso é sacanagem.

Li que um prefeito da Paraíba levou vacinas para toda família tomar em casa. Outro estava pagando a pensão alimentícia com o dinheiro público. Cadeia.

Nem gosto de pensar na desimportancia dessas pessoas que precisam mostrar seus pequenos poderes e ainda postam nas redes sociais. Ou seja, são capazes de tudo para dizer que estão imunizados. Ledo engano. Para se distinguir, não se importam com nada.

Todas essas pessoas, hoje, são susceptíveis de serem imitadas, sem distinguir assim estúpidos, sem paciência, mas sabendo que o fazem de má fé. Importa apenas que sejam vacinados, ainda que deixem para trás muitos idosos…

Também aprendi com o Jim Carrey que devemos falhar bem e controladamente. Esse momento é incompreensível, é o pior momento. Afinal, por quem os sinos dobram?

Chega de convescotes. Sabe o malandro? Existe o malandro-agulha: o que fura a fila da vacinação, é punido, mas não perde a linha. É o fim da picada.

Kapetadas

1 – Ei, nem precisa trocar a água da piscina. Só por o povo chorando lá dentro.
2 – Me dá uma vergonha alheia ver gente fazendo piada pra defender político.
3 – Som na caixa: “Ó Deus Que Tens Poderes Sobre A Terra/ Deves Dar Fim A Esta Guerra/ E Os Desgostos Que Ela Traz”, Dona Divergência, de Jards Macalé.

* Os textos dos colunistas e blogueiros não refletem, necessariamente, a opinião do Portal MaisPB

error: Alerta: Conteúdo Protegido !!