João Pessoa, 22 de janeiro de 2021 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
vacinação na paraíba

Furar fila pode ser configurado corrupção

Comentários:
publicado em 22/01/2021 às 18h55
atualizado em 23/01/2021 às 05h36
A- A+

Furar a fila de vacinação contra a Covid-19 pode ser caracterizado como crime de corrupção. É o que disse nesta sexta-feira (22) o Procurador da República em Campina Grande, Bruno Barros, ao Hora H, da Rede Mais Rádio.

“Pode acarretar em implicações criminais tanto ao gestor que permitiu o descumprimento da ordem de prioridade (profissionais da Saúde na linha de frente e idosos em asilos), como o beneficiado. São vários crimes que podem ser caracterizados, inclusive, numa situação hipotética, o crime de corrupção, que o servidor uma vantagem indevida para que o beneficiado seja vacinado antes do tempo. Tanto o servidor como o particular podem ser responsabilidade criminalmente caso seja comprovado”, afirmou.

Nesta sexta, o Ministério Público Estadual abriu procedimento para investigar três pessoas que teriam furado a fila de vacinação em Campina Grande no último dia 19. O processo, segundo publicação do Blog de Maurílio Júnior, está em sigilo a pedido dos denunciantes.

MaisPB

error: Alerta: Conteúdo Protegido !!