João Pessoa, 08 de janeiro de 2021 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
orla da capital

PMJP e Estado vão fechar esgotos clandestinos

Comentários:
publicado em 08/01/2021 às 19h01
atualizado em 08/01/2021 às 16h10
A- A+

O prefeito Cícero Lucena (Progressistas) e o governador João Azevêdo (Cidadania) lançaram, na manhã desta sexta-feira (08), o projeto Praia Limpa, no Largo da Gameleira, em Tambaú. Neste primeiro dia de ação, o prefeito da Capital anunciou o fechamento de seis ligações clandestinas de esgoto na rede pluvial.

O projeto, segundo a gestão, busca através de ações proativas a sensibilização ambiental, com destaque para a importância de uma praia limpa tanto para o crescimento do turismo local, como para a manutenção e preservação da biodiversidade marinha. “Será uma referência para o turismo que vai ver que nossa cidade é cuidada e que a questão ambiental é respeitada”, disse o prefeito.

Um termo de convênio e cooperação foi celebrado entre Estado e PMJP para realização conjunta de serviços de abastecimento d’água, esgotamento sanitário e drenagem urbana na Capital paraibana. Um dos problemas identificados foi o despejo de esgotos clandestinos no mar através da rede de drenagem da região. Cícero afirmou que a verificação nas redes será feita com o uso de um robô. “A Cagepa fará o monitoramento e a Prefeitura (por meio da Secretaria da Infraestrutura) atuará em caso de irregularidades. Estaremos vigilantes e atentos”, garantiu.

O convênio foi celebrado entre Estado e Município em reunião entre o prefeito Cícero Lucena e o governador na quarta-feira.

Sobre o tema, o governador também destacou a necessidade de participação da iniciativa privada. “É fundamental a participação da iniciativa privada num processo como esse, até porque é a iniciativa privada que constrói condomínios e essa compreensão – de que você não pode fazer nenhum tipo de ligação diferente nas redes – a população sabe”, avaliou. Azevêdo também lembrou que a legislação ambiental prevê as punições para quem cometer esse tipo de irregularidade.

A cidade de João Pessoa possui duas redes: a de drenagem pluvial, para receber águas da chuva, e a de esgoto, que vem do saneamento das residências. “O que estamos fazendo é uma medida preventiva. Queremos iniciar um processo com a questão educativa, mostrando as pessoas como funciona”, explicou Azevêdo.

Veja vídeo 

MaisPB

error: Alerta: Conteúdo Protegido !!