João Pessoa, 27 de Maio de 2020 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
investigação

STJ nega federalização do caso Marielle

Comentários:
publicado em 27/05/2020 às 19h17
A- A+

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) negou o pedido feito pela ex-Procuradora Geral da República, Raquel Dodge, para a federalização da investigação dos assassinatos de Marielle Franco e Anderson Gomes, ocorridos em março de 2018.

A ministra Laurita Vaz, relatadora do caso, considerou que não há fundamentos para o pedido. Até o momento, outros quatro ministros já concordaram com a ministra Laurita, o que dá a maioria da Terceira Seção da Corte, que conta hoje com oito ministros votantes

As investigações seguirão nas mãos do Ministério Público do Rio e da Polícia Civil do estado. Em setembro de 2018, Dodge fez o pedido de federalização sob a justificativa de que as investigações podem estar contaminadas na esfera estadual, em razão da demora para uma conclusão sobre os mandantes do crime.

Entre as partes no julgamento, além do MP estadual e a PGR, figuraram os advogados dos acusados como assassinatos de Marielle e Anderson, além da família da ex-vereadores, que foi defendida pela Defensoria Pública do Rio. A investigação, após mais de dois anos, ainda não foi concluída.

MaisPB

error: Alerta: Conteúdo Protegido !!