João Pessoa, 06 de fevereiro de 2013 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora
DESTRUIÇÃO

Tsunami deixa mortos, destrói casas e invade aeroporto no Pacífico Sul

Comentários:
publicado em 06/02/2013 às 15h12
A- A+

 O tsunami com ondas de cerca de 1 metro de altura que atingiu parte das Ilhas Salomão nesta quarta-feira (6) deixou cinco pessoas mortas e três feridas, além de ter destruído dezenas de casas e invadido a pista de um aeroporto, segundo dados das autoridades locais e hospitais. As ondas atingiram a região após um poderoso terremoto de magnitude 8, segundo o Instituto Geológico dos Estados Unidos (USGS, na sigla em inglês), sacudir o Pacífico Sul.

Pouco depois do tremor, um alerta de “tsunami destrutivo” foi emitido para a região. O Centro de Alerta de Tsunami do Pacífico cancelou o aviso de ondas gigantes depois de mais de três horas após o terremoto.

A cidade mais afetada foi Lata, na ilha de Santa Cruz, onde as ondas alcançaram cerca de 90 centímetros. Médicos do hospital da cidade reportaram as cinco mortes – uma das vítimas era uma criança do sexo masculino. As outras quatro eram idosos – três mulheres e um homem.

As ondas invadiram entraram cerca de 500 metros em terra firme, inundando a pista do aeroporto de Lata e as vilas da região, destruindo dezenas de casas. Moradores buscaram refúgio em locais elevados. Pelo menos quatro vilas foram afetadas pelo tsunami, as os primeiros balanços apontam até 70 casas danificadas.

Moradores da capital das Ilhas Salomão, Honiara, a 580 km do epicentro, disseram que o tremor não foi sentido, mas algumas aldeias ficaram destruídas.

As ondas atingiram parte das Ilhas Salomão. Segundo o USGS, uma onda de 55 cm de amplitude foi registrada na província Norte de Nova Caledônia, em Hienghène, e uma de 48 cm na ilha de Lifu. Uma onda menor, de 18 cm, foi observada em Vanuatu.

Em Fiji, sirenes de alerta foram ouvidas, segundo os locais. O Serviço Meteorológico japonês registrou ondas de 40 centímetros na ilha de Hachijo, a cerca de 290 km ao sul de Tóquio. Nas ilhas de Kyushu e Shikoku houve ondas de 20 centímetros.

O USGS registrou cinco tremores nesta madrugada na região – o primeiro, à 0h07 no horário local (21h07 desta terça em Brasília), de magnitude 6.3 e profundidade de 10 km. O tremor mais forte, de magnitude 8, foi registrado a 1h12, com profundidade de 5 km, e a uma distância de 347 km da cidade de Kira Kira, nas Ilhas Salomão.

Logo em seguida, a 1h23, houve um tremor de magnitude 6.4 na mesma região, a uma profundidade de 10 km. A 1h54 houve outra réplica, de magnitude 6.6 e profundidade de 10 km, e às 6h35 um tremor de magnitude 6.3, a uma profundidade de 10 km. Outras dezenas de réplicas menores continuam sendo sentidas.

A mesma área já havia sido atingida por uma série de tremores na semana passada.

As Ilhas Salomão foram atingidas por um devastador tsunami após um terremoto de magnitude 8,1 em 2007, quando 13 aldeias foram destruídas, deixando 50 mortos e dezenas de desaparecidos.

As Ilhas Salomão ficam sobre o chamado Anel de Fogo do Pacífico, uma área de grande atividade sísmica e vulcânica atingida por cerca de sete mil tremores todos os anos.

G1

error: Alerta: Conteúdo Protegido !!