João Pessoa, 23 de abril de 2020 | --ºC / --ºC Dólar - Euro

ÚltimaHora

Administrador, pós-graduado em Planejamento Operativo, já atuou na administração pública federal, estadual e municipal. Ocupou por três mandatos o cargo de presidente do CRA-PB e de diretor do Conselho Federal de Administração. Diretor Institucional do SINTUR-JP de 1993 a 2016. Consultor em Administração, presentemente exerce as funções de presidente da APCA (Academia Paraibana de Ciência da Administração). Contato: diretorexecutivoaetc@yahoo.com.br

Oh, Deus, cria-nos um líder democrata!

Comentários:
publicado em 23/04/2020 às 07h58
A- A+

Perdão, meu Deus, por vos fazer um pedido tão simples quanto, também, tão difícil, e que corresponde, em face do vazio que existe no país, à criação de   verdadeiro(a)s líderes que, como tais, possam unir o povo brasileiro!

Peço-vos, pois, que transforme e enriqueça sócio-culturalmente o(a)s líderes “oficiais” já existentes –  na maioria políticos com ou sem mandato – e a ele(s) conceda as virtudes do altruísmo, do real espírito público, espírito coletivo, fazendo-o(a)s, inclusive, deixar de enxergar só seus próprio  umbigos, que os levam a pensar – sempre assim – só na próxima eleição, desconsiderando, por consequência, as finalidades da Nação, do Estado, do Município e a necessidade de paz e de trabalho para o  alcance dessas finalidades!

Entre o(a)s atuais líderes “oficiais”, inclua, igualmente, Senhor Deus, os chamados membros do Poder Judiciário, aos mesmos reforçando, além da competência e senso de justiça, o agir com a discrição própria a todo(a) magistrado(a), o que inclui obediência às regras disciplinares  e/ou hierárquicas de modo a que jamais se confunda um pronunciamento ou posicionamento pessoal desses “membros” com o da instituição que integram! São pronunciamentos que parecem de cunho político, caracterizando um desserviço à instituição de que fazem parte e ao próprio povo.

Sou convicto, Senhor Deus do Universo, de vossa onipresença, onisciência e onipotência. No entanto,  devo  dizer que nessa vossa concessão de tão desejada graça em favor do povo brasileiro, dedique vosso tempo diretamente a estes líderes “oficiais” aqui já referidos,  principalmente aos que estejam exercendo ou pretendam exercer funções de presidente, governador, prefeito, senador, deputado federal, deputado estadual e vereador.

Sabeis, Senhor, que a Democracia é o regime que mais exige disciplina (obediência às suas próprias leis), exigindo, também, harmonia entre seus Poderes independentes e na convivência entre os seus concidadãos. E exige, de igual modo, coordenação como seu essencial requisito. Sim! Coordenação sobretudo para que, entre os três Poderes, cada um com sua atuação independente, possam estar harmônicos para o agir em favor da Nação, do Estado e/ou do Município. Tradicionalmente, até porque a questão dos recursos financeiros tem o comando original no Poder Executivo, o representante deste Poder precisa ser um agente devidamente capacitado, em todos os sentidos, para a missão articuladora em relação aos demais, ou seja, precisa ser um verdadeiro líder… líder  democrata, que está em falta no Brasil de hoje.

error: Alerta: Conteúdo Protegido !!